Dignidade roubada

Dignidade roubada

Dignidade roubada

Mais uma moto roubada em SÆo Paulo, para a pol¡cia ‚ apenas uma estat¡stica, mas para meu amigo ‚ a sua dignidade que foi roubada. Meu amigo e colaborador de Motonline, Renzo Querzoli ‚ um maluco por moto. Desde que o vi pela primeira vez, mais de 30 anos atr s, o cara sempre levou a vida em duas rodas. Das trilhas para o asfalto e vice-versa. Fazia parte da gera‡Æo de treieiros formada por “veteranos” como CarlÆo, Cequeira, Zampa, D¢ria e at‚ um baixinho chamado Tite.

Algumas vezes nos traiu e ficava apenas montado sobre quatro patas. Foi assim por d‚cadas, at‚ que decidiu vender sua Alfa Spider e comprar um sonho de consumo, a Honda CB 1000F ano 91, escolhida a dedo entre v rias op‡äes. NÆo satisfeito com a cara original dela mandou desmontar e pintar seguindo o padrÆo das antigas Ducati 888 Superbike, com uma bola branca nas laterais e uma faixa branca no tanque.

Tem gente que leva a foto dos filhos na carteira. Outros da esposa, e at‚ do cachorro. O Renzo leva a foto da Shiva, nome de batismo da sua CBzona. Tamb‚m ‚ a foto dela que est  no protetor de tela do notebook, do celular e ‚ seu avatar no MSN Messanger. NÆo preciso dizer que a Shiva ‚ a grande paixÆo do Renzo, evidentemente depois dos filhos e da esposa.

Hoje, dia 9 de outubro, ao voltar de uma reuniÆo de neg¢cios Renzo nÆo encontrou a Shiva no lugar que deixara. S¢ quem passou pela experiˆncia de se perder dos pais na praia, ou de perder os filhos no shopping center sabe o que esse espa‡o vazio significa! Ningu‚m acredita e at‚ chega-se a pensar que foi uma brincadeira de um amigo espirituoso. Mas, aquele espa‡o vazio abre um buraco maior ainda no cora‡Æo de quem perdeu. No entanto, ao contr rio de pais de filhos que somem temporariamente, a Shiva nÆo voltou!

Dignidade roubadaDiariamente eu recebo mensagens de pessoas que perguntam se determinada moto ‚ mais ou menos visada a roubos/furtos. E eu sempre respondo: “nÆo existe isso, em SÆo Paulo, TODAS as motos sÆo visadas”. Mesmo uma sport-touring de 1991 que nem era original (e at‚ faltava uma pecinha aqui e outra ali).

Inicialmente poder¡amos pensar em uma “encomenda” para retirar as pe‡as da Shiva, como se ela fosse uma v¡tima seqestrada para ter seus ¢rgÆos retirados e colocados em pacientes terminais com dinheiro demais e escr£pulo de menos. Mas nÆo existem muitas CBR 1000F em circula‡Æo e as pe‡as dela sÆo muito baratas. Poderia ser um ladrÆo fashion que decidiu montar uma streetfighter. Dessa forma, caber  a pol¡cia come‡ar a investigar as motos tuning que pipocam por todo Brasil. Ou ainda, uma nova modalidade de ladrÆo que j  se popularizou em SP: o ladrÆo radical, que rouba carros e motos para tirar rachas na madrugada. Recentemente meu vizinho teve a Bandit 600 roubada e o ladrÆo levou um tomba‡o quando tirava racha. Largou a moto destru¡da a poucos metros de onde eu mesmo j  fui assaltado e levaram a CG 150 da Honda. Detalhe, tudo isso a menos de 1 km da 43¦ Delegacia.

SÆo Paulo aumentou o efetivo policial com motocicletas e programam v rios comandos. Infelizmente, esses comandos sÆo realizados sempre durante o dia e nem chegam perto dos verdadeiros bandidos. Em compensa‡Æo eu sou revistado pelo menos uma vez por mˆs.

Se algu‚m souber da moto do Renzo, uma CBR 1000F 1991, placa BHV 1551, com pintura vermelha e branca, favor informar o pr¢prio pelo e-mail imagens@motonline.com.br. Todos n¢s agradecemos de cora‡Æo.