Rafael Fonseca, hexacampeão brasileiro de Supermoto

Final do Brasileiro de Supermoto será em Itumbiara (GO)

O Campeonato Brasileiro de Supermoto vai definir os últimos três campeões neste fim de semana. A 5ª e última etapa da competição será realizada neste domingo, 15, em Itumbiara (GO), cidade na divisa com Minas Gerais e a cerca de 200 quilômetros de Goiânia. A entrada é gratuita.

Rafael Fonseca, hexacampeão brasileiro de Supermoto

Rafael Fonseca, hexacampeão brasileiro de Supermoto

Os treinos e provas serão realizados no domingo, no kartódromo da cidade. O percurso de terra terá mais de 150 metros. A etapa decisiva deverá contar com grande presença do público. “Temos uma estrutura muito boa no kartódromo, com arquibancadas para a população. Ano retrasado realizamos uma etapa do brasileiro em Itumbiara e tivemos casa cheia”, conta o presidente da FMG (Federação de Motociclismo do Estado de Goiás), Roberto Boettcher.

As disputas prometem levantar o público. Em apenas uma das quatro categorias já foi definido o campeão de forma antecipada. Chiquinho Velasco garantiu o bicampeonato na categoria SM4. O piloto venceu as duas baterias da 4ª etapa e chegou a 200 pontos na classificação geral, abrindo  72 para o 2º colocado, Emerson Menezes. Como só resta mais esta etapa para o fim do Campeonato, serão colocados em disputa apenas 50 pontos, que não são suficientes para reverter a situação.

Na SM3, Wagner Alex Pavaneli leva vantagem na briga pelo título. O piloto soma 195 pontos na classificação. O segundo colocado, Octavio Santos tem 149 na tabela. Na SM2, Gustavo Brandão lidera a categoria com 143 pontos seguido por Marcelo Gurgel com 97 até agora.

O atual campeão da SM1 está bem perto de assegurar novamente o título na categoria. Rafael Fonseca venceu todas as baterias disputadas até agora. O piloto lidera a classe com 200 pontos. Mas Kleber Justino se mantém vivo no briga com 176 pontos, 24 a menos do que o líder.

Com boa vantagem Rafael Fonseca está perto de conquistar o sétimo título consecutivo na categoria. Para esta 5ª etapa o piloto vem de recuperação, por isso deve administrar o resultado. “Eu tive um problema num joelho e não estou 100% recuperado. Por isso não vou me arriscar. Tenho uma vantagem confortável para administrar o resultado”, explica o piloto.