Moto1000GP_1_12_09

Moto 1000 GP: Interlagos abre segunda metade da temporada

O Moto 1000 GP distribuiu comunicado nesta quarta-feira (11) a pilotos e equipes confirmando para 22 de setembro a realização das corridas de sua quinta etapa no Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo (SP). O anúncio descarta por completo o risco do calendário de eventos sofrer alterações por conta das obras de reformas já agendadas para o circuito de Interlagos.

A manutenção do evento na data anunciada quando o calendário do Moto 1000 GP foi formatado, no início do ano, contemplou o contato direto com os responsáveis pela obra no autódromo. “Analisamos a situação juntos, nós e os gestores da reforma, e concluímos ser possível conciliar o trabalho com a nossa etapa. A programação vai ser diferente, sem treinos livres da sexta-feira, mas a manutenção da data da etapa é fato consumado”, falou Gilson Scudeler, promotor do campeonato.

A confirmação das corridas de setembro contemplou uma minuciosa avaliação do cronograma de obras. “O trabalho de montagem de infraestrutura no autódromo vai consumir a sexta-feira, dia em que normalmente nós temos treinos livres, mas teremos as dependências do autódromo à nossa inteira disposição no sábado e no domingo”, complementou. As corridas valerão também pela terceira e última etapa do Campeonato Paulista do Moto 1000 GP.

Tendo em disputa o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, o Moto 1000 GP chega à segunda metade da temporada com liderança de um piloto argentino em sua classe principal, a GP 1000. Luciano Ribodino, campeão em 2012, levou a Alex Barros Racing a duas vitórias e dois segundos lugares e lidera com 92 pontos, contra 54 do paranaense Diego Faustino, da Petronas Eurobike Team, vencedor da última etapa, disputada em Cascavel (PR).

O argentino Luciano Ribodino é o atual líder da GP 1000

O argentino Luciano Ribodino é o atual líder da GP 1000

As duas equipes têm, também, as duas primeiras posições na tabela da GP Light. Renato Andreghetto lidera a classificação com 103 pontos, frutos de três vitórias e um segundo lugar, enquanto André Paiato, da Alex Barros, também foi ao pódio em todas as etapas, com uma vitória, dois segundos e um terceiro lugar, e tem 81 pontos. O adversário mais próximo dos dois pilotos paulistas é o brasiliense Henrique Castro, da BSB Motor Racing, com 43 pontos.

Na GP Máster, que divide grid com a GP Light, a liderança é do paulista Sidnei Scigliano, seguido na tabela por três adversários cariocas. Com duas vitórias, um segundo e um terceiro lugar, o piloto da Motrix-Scigliano Racing soma 90 pontos, contra 68 do vice Victor Braga, da SBK Brasil. Othon Russo, da Crazy Dog, é terceiro, com 60. Alberto Braga, da Center Moto Racing Team, teve uma queda na última etapa e está em quarto, com 58.

A GP 600 tem liderança de Rafael Bertagnolli. O gaúcho da BSB Motor Racing venceu as três últimas etapas e chegou a 76 pontos, contra 63 do vice-líder paranaense Ademilson Peixer, da Moto3. O espanhol Manuel Jimenez, da Grinjets, é o terceiro, com 46. Pela GPR 250, Ígor Calura, da Mototech, venceu duas corridas e lidera com 72 pontos, apenas dois à frente de Sabrina Paiuta, da Rush Racing Team, que também conquistou duas vitórias.

Programação do GP São Paulo:

Sábado, 21 de setembro
08h30 às 13h00 – treinos livres
13h35 às 16h50 – treinos classificatórios

Domingo, 22 de setembro
08h20 às 09h20 – warm up
10h20 – largada GPR 250 (12 voltas)
11h20 – largada GP 600 (20 voltas)
11h50 – show de wheeling
12h00 – visitação aos boxes
13h10 – largada GP 1000 (22 voltas)
14h05 – largada GP Light/GP Máster (20 voltas)
15h15 – motopasseio