Largada da GP Light na 6ª etapa do Moto 1000 GP em Curitiba

Moto 1000 GP: resultados da 6ª etapa em Curitiba

ARGENTINOS DA GP 600 COMEMORAM DOBRADINHA EM CURITIBA
Juan Solorza chega à segunda vitória em duas corridas; Pedro Sampaio diminui vantagem do líder

Juan Solorza comemora sua segunda vitória consecutiva na GP 600

Juan Solorza comemora sua segunda vitória consecutiva na GP 600

Em sua segunda participação no Moto 1000 GP, Juan Solorza obteve neste domingo (26) a segunda vitória na categoria GP 600. O piloto argentino da Solorza Competition cumpriu à risca sua estratégia de corrida e ocupou o degrau mais alto do pódio do GP Curitiba. A prova no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), teve outro piloto argentino, Sebastian Martínez, na segunda colocação com .

Três pilotos brasileiros completaram o pódio da antepenúltima corrida do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. O gaúcho Pedro Sampaio, da Fábio Loko, terminou em terceiro, à frente do paranaense Joelsu “Mitiko” da Silva, da Paulinho Superbikes, e do paulista Matheus Oliveira, da Procomps Racing Team. Faltando duas etapas para o término da temporada, quatro pilotos ainda têm chance de conquista do título da GP 600.

O GP Curitiba não teve participação do uruguaio Maximiliano Gerardo, líder da temporada. Envolvido com sua estreia na motovelocidade europeia, o piloto da MGBikes Yamaha Racing abriu mão de participar da etapa. Ele já tem presença confirmada nas duas últimas etapas da quarta temporada do Moto 1000 GP – a próxima delas vai levar a competição de volta a Santa Cruz do Sul (RS) nas provas marcadas para dia 23 de novembro.

Gerardo mantém a liderança da GP 600 com 102 pontos. Sampaio, vice-líder, reduziu sua desvantagem em relação ao uruguaio de 29 para 13 pontos. Silva segue em terceiro na tabela com 84 pontos, enquanto o paulista André Veríssimo, também da MGBikes Yamaha Racing, foi a 68 com seu sexto lugar no GP Curitiba. São os quatro pilotos que mantêm chances de conquista do título da GP 600, categoria implantada em 2012.

Resultado da GP 600 – Curitiba:
1º) Juan Solorza (ARG/Yamaha), Solorza Competition, 23min01s811
2º) Sebastian Martínez (ARG/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 2s760
3º) Pedro Sampaio (PR/Kawasaki), Fábio Loko, a 3s000
4º) Joelsu da Silva (PR/Kawasaki), Paulinho Superbikes, a 10s445
5º) Matheus Oliveira (SP/Kawasaki), Procomps Racing Team, a 24s631

Classificação do campeonato após 6 etapas – GP 600:
1º) Maximiliano Gerardo, 102;
2º) Pedro Sampaio, 89;
3º) Joelsu da Silva, 84;
4º) André Veríssimo, 68;
5º) Sebastian Martínez, 53;
6º) Juan Solorza, 52;
7º) Sérgio Laurentys, 46;
8º) Alex Pires, 44;
9º) Matheus Oliveira, 40;
10º) Marciano Santin.

LUCAS TEODORO É O QUINTO A CONQUISTAR VITÓRIA NA GP LIGHT EM 2014
Piloto paulista da BMW Motorrad Alex Barros Racing alcança no GP Curitiba sua primeira vitória no Moto 1000 GP

A temporada de 2014 do Moto 1000 GP conheceu neste domingo (26) o quinto piloto a conquistar uma vitória na categoria GP Light. Lucas Teodoro, paulista que compete pela BMW Motorrad Alex Barros Racing, obteve o inédito primeiro lugar no GP Curitiba, sexta das oito etapas, disputada no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). Ele largou da pole position e liderou a corrida da terceira à última das 16 voltas da prova.

Largada da GP Light na 6ª etapa do Moto 1000 GP em Curitiba

Largada da GP Light na 6ª etapa do Moto 1000 GP em Curitiba

O segundo colocado foi o também paulista, Rodrigo de Benedictis, da Motonil Motors-PDV Brasil, alcançou seu quinto pódio em seis corridas e assumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Jean Vieira, catarinense que estreou pela MF Racing Team, foi o terceiro. O pódio acolheu, ainda, o argentino Nicolas Tortone, quarto com a MGBikes Yamaha Racing, e o paulista Fábio Adas, da Paulinho Superbike, quinto.

A liderança da GP Light no Moto 1000 GP segue com Henrique Castro, brasiliense que compete pela City Service BSB Motor Racing e terminou o GP Curitiba em sétimo lugar. Sua vantagem sobre Benedictis é de 88 pontos. Ian Testa, companheiro de equipe de Benedictis, largou em último, terminou em nono e caiu de segundo para terceiro na pontuação do campeonato, agora a 16 pontos de Castro – a diferença entre os dois era de 14 pontos.

Castro é o único piloto com duas vitórias na temporada de 2014. Ganhou a segunda etapa, em São Paulo, e a quinta, em Goiânia. Adas foi o vencedor da primeira prova do ano, disputada em Santa Cruz do Sul – a pista gaúcha vai receber também a sétima e penúltima etapa, no dia 23 de novembro. A terceira prova teve Testa na primeira colocação. A quarta, em Cascavel, foi vencida por Tortone, hoje quarto no campeonato a 20 pontos do líder.

Resultado GP Light – Curitiba:
1º) Lucas Teodoro (SP/BMW), BMW Motorrad Alex Barros Racing, 22min24s847
2º) Rodrigo de Benedictis (SP/Kawasaki), Motonil Motors-PDV Brasil, a 3s226
3º) Jean Vieira (SC/Kawasaki), MF Racing Team, a 10s283
4º) Nícolas Tortone (ARG/Yamaha), MGBikes Yamaha Racing, a 12s392
5º) Fábio Adas (SP/Kawasaki), Paulinho Superbikes, a 14s798

Classificação do campeonato após 6 etapas – GP Light:
1º) Henrique Castro, 98 pontos;
2º) Rodrigo de Benedictis, 88;
3º) Ian Testa, 82;
4º) Nícolas Tortone, 78;
5º) Fábio Adas e Lucas Teodoro, 65.

GPR 250 TEM OS SETE PRIMEIRO SEPARADOS POR MEIO SEGUNDO
Corrida  reduz diferença na pontuação entre os líderes

Brian David vence a GPR 250 neste domingo (26) em Curitiba

Brian David vence a GPR 250 neste domingo (26) em Curitiba

O Moto 1000 GP teve mais uma corrida de desfecho histórico na sexta etapa da categoria GPR 250, neste domingo (26) em Pinhais (PR). Brian David, goiano da Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, venceu a prova no Autódromo Internacional de Curitiba e assumiu o terceiro lugar na classificação do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. Após 12 voltas, os sete primeiros colocados receberam a bandeirada final separados por apenas meio segundo.

A vantagem de David sobre o paulista Ton Kawakami, que terminou em segundo lugar pela Playstation-PRT, foi de apenas 20 milésimos de segundo. O cearense José Duarte, companheiro de equipe de David, era líder quando tomou a reta de chegada pela última vez. Ficou em terceiro a 0s025. O quarto foi outro piloto da equipe, o paulista Lucas Torres, que largou da pole position. O pódio teve, ainda, o gaúcho Giovandro Tonini, da Santin Racing, em quinto.

Líder da temporada, Meikon Kawakami, irmão e companheiro de equipe de Ton, foi o sétimo colocado, a 523 milésimos de segundo do vencedor David. Com isso, sua vantagem sobre Torres no campeonato foi reduzida de 18 para 13 pontos. David passa a ser o terceiro, a 34 pontos do líder. As duas últimas etapas do Moto 1000 GP terão em jogo 54 pontos – a próxima será disputada no dia 23 de novembro no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul (RS).

Resultado da etapa – GPR 250:
1º) Brian David (GO/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, 21min07s166
2º) Ton Kawakami (SP/Honda), Playstation-PRT, a 0s020
3º) José Duarte (CE/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 0s025
4º) Lucas Torres (SP/Honda), Estrella Galicia 0,0 by Alex Barros, a 0s108
5º) Giovandro Tonini (RS/Honda), Santin Racing, a 0s393

Classificação do campeonato após 6 etapas – GPR 250:
1º) Meikon Kawakami, 112 pontos;
2º) Lucas Torres, 99;
3º) Brian David, 78;
4º) José Duarte, 75;
5º) Giovandro Tonini.