Motociclistas se unem contra roubo de motos em Fortaleza

A onda de roubos de roubos de motocicletas em Fortaleza, capital do Ceará anda gerando muito medo entre os motociclistas.

Agora deixar a moto na rua não é garantia de poder encontrá-la na volta. A maioria dos roubos é para tirar peças para revender a outros motociclistas que tiveram as motos acidentadas ou quebradas e não querem ou não tem dinheiro para gastar.

Recentemente tivemos dois roubos que fizeram com que uma força-tarefa fosse montada para recuperar a moto CBR 600 RR roubada na rua Soriano Albuquerque, a uma quadra do Bar Rota 66 (frequentado basicamente por motociclistas) em maio deste ano. Acontece que desta vez conseguiram registrar as imagens e a descrição dos assaltantes. A Força- tarefa formada por motociclistas, alguns deles policiais, deverá realizar buscas para encontrar outras sete motos roubadas este ano, dentre elas duas Hornets.

A ação e os resultados

O trabalho já apresenta resultados. Uma CB 1300 SF roubada no mesmo lugar semana passada foi encontrada poucos dias depois no bairro Quintino Cunha, subúrbio de Fortaleza; abandonada, sem escape, retrovisor e sem um dos amortecedores todas as peças pertencentes ao lado direito da moto. A força-tarefa, segundo informações obtidas junto ao grupo que prefere não se identificar, já conseguiu identificar quem são e por onde circulam os ladrões. A polícia do estado está em permanente cooperação com o grupo que recolhe e repassa as informações as autoridades.

Uma grande campanha está sendo montada para que os motociclistas não comprem peças usadas. Além dessa ação, os motociclistas donos de motos de maior cilindrada estão se juntando para a compra de um lote de rastreadores. A ação visa obter melhor preço tanto na compra do dispositivo como na despesa com o serviço de instalação.