Marc Márquez vence de ponta a ponta o Grande Prêmio Red Bull das Américas

MotoGP™: Marc Márquez intocável em Austin

O Campeão do Mundo de MotoGP™ Marc Márquez arrasou a concorrência no Grande Prêmio Red Bull das Américas ao vencer com quatro segundos de vantagem sobre o colega de equipe da Repsol Honda Team, Dani Pedrosa, com Andrea Dovizioso (Ducati Team) completando o pódio. Entretanto deu um grande susto na torcida quando quase caiu na última curva da última volta, a poucos metros da linha de chegada.

Com a vitória de hoje o Campeão do Mundo soma agora duas vitórias em igual número de provas e conta com 14 pontos de vantagem sobre o colega de equipe Dani Pedrosa (Repsol Honda), que foi segundo na prova, e 44 sobre Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP).

Marc Márquez vence de ponta a ponta o Grande Prêmio Red Bull das Américas

Marc Márquez vence de ponta a ponta o Grande Prêmio Red Bull das Américas

Jorge Lorenzo (Movistar Yamaha MotoGP) queimou a largada. Como resultado da distração, Lorenzo foi penalizado com uma passagem pelo pit lane, voltando à pista em último lugar, terminando a prova apenas em décimo, após corrida de recuperação.

Foi assim que Márquez assumiu as rédeas da corrida no final da primeira volta. O Campeão do Mundo foi o único a escolher o pneu duro e após o primeiro quarto da corrida começou a destacar-se do pelotão para terminar com confortáveis quatro segundos de margem, isto apesar do susto na última curva, por total perda de concentração.

Marc Márquez

Marc Márquez

Dani Pedrosa teve de voltar a contentar-se com a segunda posição em Austin, enquanto Andrea Dovizioso (Ducati) brilhou ao terminar em terceiro; o primeiro pódio desde a chegada de Gigi Dall’Igna à marca de Borgo Panigale. Entre os cinco primeiros do grid, o italiano mostrou-se paciente e esperou até à 15ª volta para lutar com Andrea Iannone (Pramac Racing) e também com Stefan Bradl (LCR Honda). Este último fez de tudo para lutar pela terceira posição com Dovizioso, mas não teve os recursos necessários e acabou terminando em quarto, à frente de Bradley Smith (Monster Yamaha Tech3), que garantiu o seu melhor resultado na MotoGP™.

Iannone atacou forte na fase final da corrida para, em seis voltas, sair da 13ª posição e chegar à sétima, terminando atrás de Pol Espargaró (Monster Yamaha Tech3). Valentino Rossi (Movistar Yamaha MotoGP) estava decidido a lutar pelo pódio, mas na metade da prova perdeu rendimento e cruzou a linha de chegada em oitavo, a 17 segundos de Iannone. Aleix Espargaró (NGM Forward Racing) e Jorge Lorenzo completaram o Top 10, com o maiorquino a somar seis pontos após a penalização na primeira volta.

Nicky Hayden (Drive M7 Aspar) foi 11º, à frente do colega de equipe Hiroshi Aoyama (Drive M7 Aspar). Mike di Meglio (Avintia Blusens) terminou em último, em 18º, após as desistências de Broc Parkes (PBM), Álvaro Bautista (GO&FUN Honda Gresini), este sofrendo a segunda queda. Cal Crutchlow (Ducati), que decidiu entrar nos boxes para trocar para pneu macio, sofreu queda perto do final, com Colin Edwards (NGM Forward Racing) e Scott Redding (Drive M7 Aspar) também não terminando a corrida.

Top 10 da MotoGP™ no Grande Prêmio Red Bull da Américas

Sobre o Circuito das Américas em Austin, no Texas (EUA)

O Circuito das Américas é uma pista com 5.513 metros de extensão e capacidade para acomodar 120 mil fãs. A impressionante construção ocupa uma área de  1.000 hectares e foi concluída no final de 2012, com a MotoGP alinhando na pista pela primeira vez em 2013.

Uma de suas características mais distintivas é o relevo acentuado com diferença de 41 metros entre o ponto mais baixo e o mais elevado. O circuito é um dos mais variados no circuito da MotoGP, apresentando uma mistura de retas rápidas e curvas fechadíssimas.

Foi projetado pelo conhecido arquiteto alemão e designer de circuitos Hermann Tilke. O sentido de prova é anti-horário e tem um total de 9 curvas à direita e 11 à esquerda.