Lorenzo já usa o quarto motor na temporada 2013

MotoGP™: Yamaha não tem mais motores para 2013

Enquanto a dupla da Repsol Honda Team, Dani Pedrosa e Marc Marquez, está usando o segundo motor da temporada, Jorge Lorenzo e Valentino Rossi, da Yamaha, assim como Cal Crutchlow, da satélite Monster Yamaha Tech 3, já estão usando o quarto, ou quinto blocos da temporada, entretanto a escuderia azul diz não estar preocupada com esse fato.

Lorenzo já usa o quarto motor na temporada 2013

Lorenzo já usa o quarto motor na temporada 2013

“Têm razão,” confirmou Massimo Meregalli, Diretor Esportivo da Yamaha Factory Racing, em relação ao número de motores usados até ao momento. “Tivemos um problema com cada piloto, pelo que os nossos engenheiros, por questões de segurança, decidiram selar o quarto motor e manter o segundo como suplente; só porque antes de mais têm de compreender o que aconteceu para o podermos resolver o mais depressa possível”. Com os segundos motores de Lorenzo e Rossi tido problemas, a dupla está agora revezando entre o primeiro, terceiro e quarto blocos, antes de Yamaha optar por usar o quinto pela primeira vez.

Quando questionado sobre quando entrará em funcionamento o quinto motor Meregalli respondeu: “Não sabemos, mas de todas as formas a durabilidade é muito boa e os nossos engenheiros acreditam que – desde que nada aconteça como um acidente, como o de Assen no ano passado – devemos terminar o campeonato com cinco motores”.

Após seis corridas de 2013 o Campeão do Mundo Lorenzo está a sete pontos do líder Dani Pedrosa, da Honda. A Yamaha está também em segundo na tabela de Construtores.

BRADLEY SMITH OPERADO COM SUCESSO

Bradley Smith foi submetido a uma operação na tarde de segunda-feira (17), em Barcelona, para colocação de um enxerto de pele no dedo mínimo que lesionou na Itália. O piloto deixou o Circuito da Catalunha após ter testado em conjunto com os demais pilotos da categoria rainha e rumou para o hospital Quiron Dexeus.

Bradley Smith deverá estar recuperado até a próxima corrida em Assen (HOL)

Bradley Smith deverá estar recuperado até a próxima corrida em Assen (HOL)

“Precisava desta operação depois da corrida de Barcelona apenas para garantir que estaria a 100% para a segunda metade da temporada”, explica o britânico. “Tivemos uma experiência com a qual aprendemos na primeira metade do ano, mas quero mesmo é garantir que a segunda metade seja bem sucedida, por isso esta operação teve lugar no momento certo”.

Quando questionado se estará apto para Assen, Smith respondeu: “100%. Sinto que o processo de recuperação será de apenas três, ou quarto dias para os escafóide e perto de dez para o enxerto, mas já temos tudo claro quanto à forma como vamos proteger o dedo na corrida. Acredito que, com toda a equipe médica que temos – a Clínica Móvel na pista e também o Dr. Mir e a sua equipe – não teremos problemas para corrermos”,

Smith não poderá mexer a mão até quinta-feira, quando a ligadura será substituída. Depois disso o piloto de 22 anos iniciará a fisioterapia do pulso e dedo, com os pontos sendo retirados antes da próxima corrida em Assen.