motogp-marquez-e-dovi

MotoGP estreia com show de Dovi, Zarco e Márquez

A MotoGP 2018 não poderia iniciar de maneira melhor! A estreia da temporada aconteceu neste final de semana, à noite no Catar, com uma prova equilibrada e uma disputa intensa pelas primeiras colocações. Desde o apagar das luzes, formou-se um pelotão com vários (10, depois 7) pilotos que liderou a prova, trocando posições e pressionando o líder. No final, vitória de Andrea Dovizioso (4, Ducati Team), com Marc Márquez em segundo (93, Repsol Honda) e Valentino Rossi (46, Movistar Yamaha) fechando o pódio, mas foi um longo caminho até este resultado.

Dovizioso e Marc Márquez fizeram grande prova e protagonizaram duelo de gigantes nas voltas finais da MotoGP no Catar. No final, a vitória coroou o desempenho magistral de Dovi

Dovizioso e Marc Márquez fizeram grande prova e protagonizaram duelo de gigantes nas voltas finais da MotoGP no Catar. No final, a vitória coroou o desempenho magistral de Dovi

O GP do Catar teve muitos protagonistas. Um dos principais, certamente, foi o francês Johann Zarco (5, Yamaha Tech3) que extraiu de sua moto ‘modelo 2016′ um desempenho formidável, conquistou a pole, largou na frente e dominou a prova por – nada menos  do que – 17 voltas, resistindo a ataques de vários pilotos que se revezam no segundo lugar. Nas voltas finais perdeu rendimento, provavelmente em decorrência do desgaste acelerado do pneu dianteiro macio que escolheu, e a acabou ultrapassado pelos ponteiros, encerrando na 8ª colocação.

Um pódio de mestres

Um pódio de mestres

Rossi, Dovi e Márquez dão o tom do quão eletrizante será a MotoGP 2018

Por muito pouco...

Por muito pouco...

Zarco mostrou que a Yamaha 2016 ainda pode dar muito trabalho. Francês liderou 17 voltas da prova, até perder rendimento - provavelmente graças ao desgaste do pneu macio

Festa na Yamaha

Festa na Yamaha

Com o mesmo fôlego de 20 anos atrás, Rossi garantiu pódio a equipe. Viñales fez prova de recuperação e encerrou em 6º

Ducati de extremos

Ducati de extremos

Dovizioso parece ter 'domado' a máquina italiana, enquanto Lorenzo não consegue acertar o trabalho com a equipe... espanhol caiu mais uma vez

Dovi e Márquez

Dovi e Márquez

Márquez tentou, mas faltou fôlego para a Honda alcançar a Ducati de Dovizioso na última volta

Márquez largou em segundo e manteve-se o tempo inteiro no pelotão que liderou a prova. O atual campeão ficou na cola de Zarco por toda o tempo, preocupando-se com o terceiro colocado, até que, nas últimas voltas, fora surpreendido por Dovizioso e iniciou uma caça pelo primeiro lugar. O italiano ‘brotou’ do pelotão principal e galgou posições até furar o bloqueio de Zarco, tomar a ponta e protagonizar com Márquez uma última volta eletrizante, dando um ‘x’ no espanhol em sua tentativa de ultrapassagem na última curva da prova. Vitória para Dovi por apertados 0.027s de vantagem e delírio dos fãs de MotoGP que já imaginam as grandes batalhas que #AD04 e #MM93 irão proporcionar durante a temporada!

motogo-rossiValentino Rossi fez por merecer um lugar no pódio, mais uma vez, mostrando vigor aos 39 anos. O italiano largou em 8º, saltou para quarto ainda na primeira volta e manteve-se no pelotão dos líderes durante toda a prova. Já o colega Maverick Viñales (25, Movistar Yamaha) fez uma prova de recuperação, na qual largou em 12º, caiu para 15º e terminou a prova em 6º, salvando 10 importantes pontos (lembrando que ele venceu em Losail no ano passado). Outro grande nome do Mundial, Jorge Lorenzo (99, Ducati Team) mais uma vez decepcionou, sem sequer completar a prova. Largou em 9º, perdeu  posições e caiu a 12 voltas do fim. Alex Rins (42, Suzuki Ecstar) também caiu, abandonando uma prova em que apresentava bom desempenho, no meio do pelotão líder e com direito a volta mais rápida.

Bagnaia vence Moto2 de ponta a ponta

O equilíbrio entre pilotos e motos, uma característica da Moto2, esteve presente durante toda a prova no Catar. Desde o início, Francesco Bagnaia (42, SKY Racing Team VR46) liderou a corrida, seguido por Lorenzo Baldassarri (47, Pons HP40) e Alex Márquez (72, EG 0,0 Marc VDS), que revezaram o segundo posto algumas vezes.

Francesco Bagnaia vence prova da Moto2 de ponta a ponta, numa corrida sem emoções aos espectadores

Francesco Bagnaia vence prova da Moto2 de ponta a ponta, numa corrida sem emoções aos espectadores

Faltando seis voltas para o fim da prova, Alex foi ultrapassado (pelo piloto da Pons) e acabou saindo do traçado – mas conseguiu voltar em seguida, deixando o caminho livre para Baldassarri garantir o segundo lugar. Então, nas três ultimas voltas, uma disputa entre os lideres quebrou a monotonia da prova, com Lorenzo perseguindo Bagnaia o mais perto que podia e inclusive tentando uma ultrapassagem na na última volta, mas tomou um ‘x’ de Francesco, e teve de se conformar com o segundo lugar.

A estréia de Eric Granado (51, Forwad Racing Team) foi repleta de dificuldades. Sua moto o deixou no acostamento no sábado e os mesmos problemas no motor e radiador lhe atrapalharam de forma crucial na prova de domingo. Assim, largou em 30º lugar e ficou no último pelotão durante todas as 18 voltas – até encerrar na mesma trigésima colocação. Stefano Manzi, colega de equipe Forward Racing, também teve um desempenho sem destaques, largando em 28º e recebendo a bandeirada em 26º.

Moto3: Jorge Martin vence a prova

Jorge Martin quer mais uma grande temporada na Moto3. Piloto ficou com o terceiro lugar em 2017 e agora estreou com vitória

Jorge Martin quer mais uma grande temporada na Moto3. Piloto ficou com o terceiro lugar em 2017 e agora estreou com vitória

Os dois primeiros colocados são conhecidos de quem acompanhou a categoria em 2017. Jorge Martin (88, Del Conca Gresini Moto3) e Aron Canet (44, Estrella Galicia 0,0), 4º e 3º colocados na temporada passada, ocuparam os dois lugares mais altos no pódio neste domingo – com Martin celebrando a vitória. O terceiro posto ficou com Lorenzo Dalla Porta (48, Leopard Racing). Ex pilotos da categoria, o atual campeão Joan Mir e o vice Romano Fenati estrearam na Moto2 no Catar, concluindo a primeira prova com o 11º e o 13º posto, respectivamente.

Separador_MotoGP

Copyright by DORNA



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.