Pilotos na expectativa para a final do Riffel Motocross

Pilotos na expectativa para a final do Riffel Motocross

Pilotos na expectativa para a final do Riffel Motocross

Falta pouco para a grande final do Riffel Motocross – Campeonato Catarinense, que acontece neste sábado, 11 de dezembro, na pista do motódromo Pedra Branca, no bairro Potecas, em São José, na grande Florianópolis.

Após cinco etapas realizadas, as nove categorias válidas pelo estadual estão indefinidas e os campeões serão decididos após a quadriculada final.

Nas categorias MX1, MX2, 85cc e 65cc, os campeões serão decididos somente após a realização do descarte do pior resultado. O descarte acontecerá devido a etapa de São Miguel do Oeste ter coincidido com a sétima etapa do Brasileiro de Motocross, que contou com a participação de pilotos que disputam o título estadual nessas categorias.

Considerando o descarte, Anderson Cidade lidera a principal categoria da competição, a MX1, com apenas um ponto de diferença para o atual campeão da categoria, o paulista Marcello “Ratinho” Lima, que não participou da etapa de São Miguel do Oeste.

Já com o descarte da categoria MX2, Ratinho é quem lidera seguido pelos pilotos da equipe Yamaha/Geração, Anderson Cidade e João Paulo Feltz, empatados na vice-liderança. Mesmo sem pontuar na última etapa, o paulista tem grandes chances de conquistar os dois principais títulos do estadual. Porém, o piloto da equipe Kawasaki/Rinaldi ainda não confirmou participação na grande final do Riffel Motocross.

Para as demais categorias válidas pelo estadual: MX3, MX4, intermediária, nacional e 55cc, a decisão do título não levará em conta o descarte.

Expectativas

O clima de decisão já está no ar e os pilotos já estão na expectativa para a definição dos campeões da temporada 2010.

João Paulo Feltz, que lidera a MX2, está confiante e preparado para disputar a prova onde poderá conquistar o título da temporada. “Estou com uma expectativa muito boa. Treinando bastante, bem preparado fisicamente e mentalmente para vencer e levar o título da categoria”, disse.

Morador da cidade de Biguaçu a 60 km de São José, João Paulo disputará o título praticamente em casa. “Conheço bem a pista, gosto bastante. Treino uma vez por semana lá, o traçado é bem legal e estou muito confiante”, comentou.

Outro piloto que brigará pelo título em casa é Anderson Cidade. O piloto, natural de São José, está na frente da disputa da principal categoria, a MX1, conhece bem a pista, mas acredita que existe o lado bom e ruim de disputar o título em casa. “Têm os dois lados. Existe mais pressão porque toda a tua família e amigos estarão lá, mas também dá mais tranquilidade por conhecer bem o local”, analisou.

Quem também disputa o título da temporada em casa, é Richard Berois. No ano de sua estreia na categoria MX3, Richard pode ser campeão com o apoio de sua torcida. “A minha expectativa é enorme, espero vencer e ser campeão. Consegui bons resultados nas últimas etapas e, apesar da pressão que sempre é grande em casa, espero representar bem São José e garantir o título”, disse.

Para o líder da classe intermediária, Venício Voigt, essa semana foi de muita ansiedade. “Estou bem confiante e muito ansioso para a prova. Estou treinando muito para conquistar o título”.

O piloto que na última etapa, em São Miguel do Oeste, estava com a perna esquerda lesionada e entrou na pista apenas para marcar pontos, garante que já está recuperado e pronto para a disputa da final. “Agora já está tudo certo. Estou recuperado e pronto para a prova final”, afirmou.

Mirko dos Santos (MX4), Vinicius Nalin (nacional), Rodrigo Riffel (85cc), José Brayan (65cc) e Thiago Brenner (55cc) também chegam para a última etapa na liderança de suas categorias e com vantagem na briga pelo título.