Preparativos para Mundial de Motocross em Canelinha entram na reta final

Preparativos para Mundial de Motocross em Canelinha entram na reta final

Preparativos para Mundial de Motocross em Canelinha entram na reta final

Está chegando a hora do retorno do Mundial de Motocross ao Brasil. Faltando apenas uma semana para a competição, os membros da Youthstream, organizadora do campeonato mundial, já começam a chegar à cidade para realizar os últimos retoques no motódromo Arthur Jachowicz, em Canelinha, SC.

Já começaram a ser montadas as primeiras estruturas como arquibancadas, tendas, entre outros. A pista já está concluída e aguarda os maiores pilotos do mundo. “O circo está sendo montado. O motódromo já está começando a ganhar cara de mundial e, dentro de alguns dias, já será possível visualizar a grandiosidade do evento. O Honda GP Brasil de Motocross vai ser a maior festa da década do motociclismo nacional” afirmou Toni Lotar, diretor de projetos especiais do Grupo LANCE! que detém os direitos de realização da prova no Brasil.

Nesta sexta-feira, chegam à Canelinha o designer oficial da Youthstream, Gregg Atkins e seu assistente Justin Barclay que já estiveram no Brasil anteriormente projetando a pista e acompanhando a construção do circuito.

“Eles já estiveram aqui e disseram todas as modificações que precisavam ser feitas. Agora é só mesmo os retoques finais e os últimos ajustes para receber a competição. Está começando a cair a ficha que o Mundial vai mesmo acontecer aqui”, afirmou Onílio Cidade, o Kiko, presidente da Federação Catarinense de Motociclismo.

No início da semana que vem, começam a chegar os principais pilotos com suas equipes e o restante do staff da Youthstream, juntamente com parte da mídia internacional. A expectativa é que mais de cinqüenta mil pessoas estejam presentes na cidade para acompanhar o evento. O sucesso de público parece garantido: a venda antecipada pela internet já superou a marca de 6 mil ingressos até agora, número recorde para eventos deste esporte no Brasil. Alguns setores de arquibancadas e área Vip inclusive já estão com seus ingressos esgotados.

Pilotos de dezoito países e quatro continentes diferentes já estão confirmados na competição. Entre eles alguns dos maiores destaques do mundo, como Antônio Cairoli, campeão antecipado da MX1 e Marvin Musquin e Rui Gonçalves, que brigam pelo título na MX2.

O Honda GP Brasil de Motocross é realizado pelo Grupo Lance! e Youthstream, patrocinado pela Honda e Governo de Santa Catarina com supervisão da Federação Internacional de Motociclismo, Confederação Brasileira de Motociclismo e Federação Catarinense de Motociclismo.