Programação – Rally Dakar 2009

Sexta-feira – 2 de janeiro 2009
Largada promocional em Buenos Aires

1ª etapa – sábado – 3 de janeiro 2009
Buenos Aires / Santa Rosa
Deslocamento 166km / especial 371 km / deslocamento 166 km – total: 733 km
Esta estapa será a ocasião para descobrir a vasta p lanície. Os competidores do Dakar nunca começaram com uma especial tão extensa. Com quase 400 km de pista, pode ser também a mais rápida do trajeto. Ideal para solucionar todos os problemas de adaptação e a diferença horária.

2 a etapa – domingo – 4 de janeiro 2009
Santa Rosa / Puerto Madryn
Deslocamento 7 km / especial 237 km / deslocamento 600 km – total: 837 km
A maior etapa do Dakar não será necessariamente a mais difícil. Será necessári cuidado, especialmente com o equipamento. Traz uma primeira parte de especial bem rápida com trechos de areia. A precisão dos navegadores será essencial.

3ª etapa – segunda-feira – 5 de janeiro 2009
Puerto Madryn / Jacobacci
Deslocamento 70 km / especial 6 16 km / deslocamento 8 km – total: 694 km
Com uma especial de mais de 600 quilômetros, os competidores estarão na estrada da Patagônia , que vem acompanhada de uma troca significativa de terreno. A paisagem é mais ondulada e positiva para os que gostam de grandes curvas. Devem se orientar pelos lagos que cercam o caminho e pela grande quantidade de flamingos rosas presentes no local.

4ª etapa – terça-feira – 6 de janeiro 2009
Jacobacci / Neuquén
Deslocamento 4 km / especial 459 km / deslocamento 25 km – total: 488 km
No começo desta etapa, os trechos de pedra vão exigir muito dos braços dos motociclistas. As primeiras porções de areia e os vários trechos fora da pista encantarão os amadores. É preciso cuidado, pois o erros podem começar a custar caro. Os favoritos podem começar a aparecer.

5ª etapa – quarta-feira – 7 de janeiro 2009
Neuquén / San Rafael
Deslocamento 173 km / especial 506 km / deslocamento 84 km – total: 763 km
O teste mais importante da primeira semana, talvez será o caminho para San Rafael. A grande quilometragem obrigará os competidores a manter um nível de concentração constante. Os pilotos também estarão confrontados a verdadeiros trechos de dunas. Grandes trechos fora da pista vão se alternar com partes muito mais técnicas, na subida dos rios. A Cordilheira ocupa o horizonte.

6ª etapa – quinta-feira – 8 de janeiro 2009
San Rafael / Mendoza
Deslocamento 76 km / especial 395 km / deslocamento: 154 km
O programa do dia está repleto de obstáculos, já que no começo da especial terão que passar por cerca de 60 quilômetros de dunas. O traçado é propício à velocidade na segunda parte. Ao chegar a Mendoza, o rali entra no maciço andino.

7ª etapa – sexta-feira – 9 de janeiro 2009
Mendoza / Valparaíso
Deslocamento 80 km / especial 419 km / deslocamento 317 km – total: 816 km
A variedade de terrenos e de paisagens, elementos constantes do Dakar 2009, se manifesta outra vez nesta etapa onde a maioria dos competidores conhecerão a Cordilheira dos Andes. Antes de enfrenta-la, deverão deixar para trás uma série de dunas e uma de fesh-fesh idêntica a do Saara. Na montanha, se tratará da única especial com mais de três mil metros de altitude em caminhos técnicos. Logo os competidores passarão a fronteira para chegar a Valparaíso.

Sábado – 10 de janeiro 2009
Dia de D escanso – Valparaíso

8ª etapa – domingo – 11 de janeiro 2009
Valparaíso / La Serena
Deslocamento 245 km / especial 294 km / deslocamento 113 km – total: 652 km
Traz uma jornada de descanso nas orelhas do Oceano Pacífico. Os experts em controlar os carros, as trajetórias e as grandes freadas terão vantagem. Mas, para os líderes do rali há muito a perder nesta etapa.

9ª etapa – segunda-feira – 12 de janeiro 2009
La Serena / Copiapó
Deslocamento 88 km / especial 449 km / deslocamento 0 km – total: 537 km
A pontuação do Deserto do Atacama, considerado o mais árido do mundo, poderá ser sentida pelos competidores. Aqueles que esperam encontrar muitas dunas ficarão plenamente satisfeitos. Mas tam bém terão uma boa quantidade de pedras. Esta etapa terá muitas trocas de terreno. O posicionamento das dificuldades, com grandes porções de dunas no final irá forçar aos pilotos manter suas forças e mostrar a polivalência.

10ª etapa – terça-feira – 13 de janeiro 2009
Copiapó
Deslocamento 20 km / especial 666 km / deslocamento 0 km – total: 686 km
A especial deste dia é simplemente a mais longa e a mais difícil do rali. Como no dia anterior, é ao final do dia que os competidores encontrarão uma série de dunas de cerca de 100 quilômetros. Neste âmbito, inclusive os maiores especialistas terão um sentimento de novidade. As dunas chilenas são verdadeiras montanhas de areia que terão de aprender a escalar. Com o intenso calor da região, ninguém conhece o comportamento da areia.

11ª etapa – quarta-feira – 14 de janeiro 2009
Copiapó / Fiambalá
Deslocamento 20 km / especial 215 km / deslocamento 445 km – total 680 km
Na etapa mais majestosa do rali, a dedicação dos navegadores será muito importante. Pela manhã, os veículos saem do Oceano Pacífico para seguir em direção à fronteira. O retorno a Argentina será em um marco encantador, no Passo São Francisco, a cerca de 4700 metros de altura. Existe a possibilidade do rali encontrar o inverno boliviano, um fenômeno raro que provoca as vezes nevada em pleno verão.

12ª etapa – quinta-feira – 15 de janeiro 2009
Fiambalá / La Rioja
Deslocamento 4 km / especial 253 km / deslocamento 261 km – total 518 km
A especial do dia é um concentrado de técnicas. Vários tipos de dunas estarão pr esentes, incluindo as temidas dunas brancas. A três dias da chegada, esta etapa pode mudar a hierarquia, especialmente pelos veículos de assistência não terem acesso. A regra absoluta é saber poupar o veículo.

13ª etapa – sexta-feira – 16 de janeiro 2009
La Rioja / Córdoba
Deslocamento 161 km / especial 545 km / deslocamento 47 km – total: 753 km
Depois dos milhares de quilômetros percorridos, esta penúltima etapa constitui um desafio físico de primeira ordem. Os pilotos de ponta deverão manter suas posições, enquanto os amadores deverão preservar o excesso de confiança. Os erros poderão deixar recordações amargas, já que será a jornada dos cactos.

14ª etapa – sábado – 17 de janeiro 2009
Córdoba / Buenos Aires
Deslocamento 224 km / especial 227 km / deslocamento 341 km – total: 792 km
Depois de explorarem os estados-continentes, os competidores encontrarão um tipo de paisagem familiar. Neste longo caminhos a percorrer, a concentração é a ordem do dia. Aqueles que chegarem classificados a Buenos Aires terão terminado a competição mais impressionante realizada e seguirão sendo os primeiros para sempre.

Domingo – 18 de janeiro 2009
Premiação em Buenos Aires