Foto: Felipe Zanol - Fred Mancini/Divulgação

Serra gaúcha recebe a abertura do Brasileiro de Enduro FIM

Foto: Felipe Zanol - Fred Mancini/Divulgação

Foto: Felipe Zanol - Fred Mancini/Divulgação

A cidade de Farroupilha, situada na região serrana do Rio Grande do Sul, recebe neste fim de semana as duas primeiras etapas do Campeonato Brasileiro de Enduro FIM. Berço da colonização italiana, a cidade está de braços abertos para receber os pilotos. Diretor de Enduro da Federação Gaúcha de Motociclismo, Marcos Lazaretti, garante será uma grande festa, para marcar a abertura do campeonato e o histórico da cidade em eventos da modalidade.

“Está tudo pronto e o clima é muito tranquilo. Teremos pilotos de todas as partes do Brasil. O Tutti Matti, clube organizador da prova, fez um grande trabalho e teremos um enduro muito bom, com boas especiais. Já é nosso terceiro Brasileiro de Enduro FIM. Será um sucesso, com casa cheia… tanto de pilotos, quanto de público”, afirma Lazaretti.

Principal nome do Enduro FIM no país, pentacampeão brasileiro e bicampeão português, o mineiro Felipe Zanol, já está em Caxias do Sul/RS, cidade vizinha a Farroupilha. Zanol, que assinou contrato com a GasGas para correr o Campeonato Brasileiro e o Mundial em 2010, tem boas expectativas para a prova deste fim de semana.

“Passei as últimas duas temporadas fora do Brasil, mas vi que o nível da modalidade subiu e os pilotos brasileiros evoluíram. Minha expectativa para esse ano é boa. Quero lutar pelas primeiras colocações e tentar conquistar meu sexto título, já que fui cinco vezes campeão brasileiro. Sei que vai ser difícil, a disputa vai ser boa, mas estou trabalhando e focando nisso”, declara Zanol, que vem treinando forte e desenvolvendo a nova moto para a temporada 2010.

“É uma equipe nova. Estamos começando um trabalho, testando muitas coisas e os acertos finais. A ideia é continuar evoluindo para estar ainda melhor para as próximas provas. Já disputei duas corridas aqui Farroupilha. O terreno é muito duro, com muita pedra, a prova é bem técnica e do jeito que eu gosto de andar”, encerra o mineiro.

O Campeonato Brasileiro de Enduro FIM tem supervisão da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM).