Alterada a data e local da 2ª etapa do SuperBike Brasil 2015 - foto: Paulo Dias - Prefeitura de SP

SuperBike Series: equilíbrio leva decisões para última etapa

A última etapa do SuperBike Series Brasil será uma prova de fogo para muitos competidores. Isso porque 15 das 19 categorias do evento ainda vão conhecer os seus campeões. A disputa, que acontece no Autódromo Ayrton Senna, em Goiânia (GO), de 14 a 16 de novembro, promete fortes emoções para o público do início ao fim.

Última etapa do SuperBike Series Brasil promete fortes emoções em Goiânia

Última etapa do SuperBike Series Brasil promete fortes emoções em Goiânia

Na SuperBike Pro, a principal categoria do evento, todos os oito pilotos classificados para o ShowDown têm chances de ficar com o título da temporada 2014. Maico Teixeira (#36), da Equipe Honda Mobil, é o favorito. Em busca do bicampeonato, o gaúcho lidera com 573 pontos, nove a mais que o segundo e terceiro colocado, o italiano Sebastiano Zerbo (#81), da Target Race SuperBike Team, e o paulista José Luiz Cachorrão (#51), também piloto oficial Honda. No domingo (16), a elite do campeonato encara duas corridas.

Na Pro Amador, Ricardo Negretto (#38), da Sapienza Racing Team, tem o título praticamente em suas mãos após abrir 24 pontos de vantagem para o segundo colocado Adriano Carioca (#10), da Biker’s Racing Team. Na Pro Estreante, Sabrina Paiuta (#8), da Mobil Ituran Racing Team, é líder com folga e deve sair de Goiânia com a vitória da categoria. Na Master, tudo definido por antecipação: Mauro Beni (#44), da Solo Motos, é o campeão de 2014.

A 600cc SuperSport tem emoção garantida para os torcedores. Danilo Lewis (#17), da Tecfil Racing Team, tem apenas um ponto a mais que o seu rival Alex Schultz (#22), da Dynel’s Racing Team. Na Pro Amador, Fabrício de Castro (#75), da BH Racing, tem 11 pontos à frente do segundo colocado e só precisa administrar a vantagem.

Fernando Guerra (#913), da No Limit, é outro que já garantiu antecipado o título de 2014 da categoria SuperBike Light. Entre os Masters, Luis Paulo Oshiro (#83), da Bordsak, tem 22 pontos de diferença na liderança e é o franco favorito ao título da temporada.

Na Copa Kawasaki Ninja 600, Flávio Pavanelli (#78), da Moto Power Racing Team, segue na liderança e com dois pontos de vantagem do segundo colocado, Diego Viveiros (#23), da Tecfil Racing Team. Juninho Moreira (#84), da MG Racing Team, vem em terceiro lugar com apenas um ponto a menos que Diego. A diferença entre eles é de apenas três pontos e todos seguem firme na briga pelo título. Na Master, Edvaldo Martinati (#113), da Duende Racing, lidera com 11 pontos de vantagem sobre Valter Rubino (#65), da Misano Racing Team.

Os companheiros de equipe André Gama (#46) e Gustavo Gil (#1), da Tecfil Racing Team, são postulantes ao título da Ninja 300 e apenas um pontinho os diferencia na tabela. Na Light, Abimael de Souza (#78), da ABM, está em primeiro com seis pontos de vantagem. Pela 250 Light, Fernando Carneiro (#234), com 116 pontos, e Niko Ramos (#822), com 107, devem decidir o campeonato.

Na Copa Honda CBR 500R, Ademilson Peixer (#43), da RF Racing, e Igor Calura (#25), da Mototech, travaram duelos eletrizantes desde o início do ano. Agora, o curitibano tem dois pontos de vantagem sobre o rival para a última etapa. Na Light, Alef Barbosa (#33), da Tomate Racing, e André Filho (#4), da Serra Racing, estão separados por apenas um pontinho. Entretanto, os campeões da Teen e Master já foram conhecidos por antecipação. O garoto Willian Ribeiro (#15), da WR, e Suzane Carvalho (#11), da Solo Motos, já comemoraram o título.

Pela Copa Yamaha R1, os sete primeiros colocados ainda têm chances de levar o campeonato. Guga Folheto (#28) e Danilo Lewis (#17) são os líderes e grandes favoritos para subir no lugar mais alto do pódio. Entre as crianças e adolescentes da Honda Junior Cup, categoria-escola do SuperBike Series Brasil, Renzo Ferreira (#13) está com o título nas mãos. Ele venceu a etapa de Santa Cruz do Sul e abriu 21 pontos de vantagem para o segundo colocado Davi Gomide (#31).