Team Honda ganha reforço da nova CRF 450R para temporada 2009

Team Honda ganha reforço da nova CRF 450R para temporada 2009

Team Honda ganha reforço da nova CRF 450R para temporada 2009

Na apresentação da equipe oficial de fábrica para as competições off-road deste ano, destaque para a nova moto da MX1 equipada com injeção eletrônica

Para a temporada off-road 2009 no Brasil a equipe oficial de fábrica da Honda chegou acelerando forte. Na tarde de 25 de março em seu centro de treinamento, em Indaiatuba (SP), a marca apresentou seus pilotos e motocicletas que irão competir neste ano. A novidade mais esperada foi a CRF 450R, agora alimentada por injeção eletrônica de combustível. A moto foi inteiramente revista (quadro, motor, alimentação etc) e passou por um regime de dois quilos. Entre as melhorias na versão 2009, a motocicleta está mais estreita, com o centro de gravidade mais baixo e uma melhor distribuição de potência, devido ao novo sistema de alimentação.
Injeção eletrônica na categoria principal
Utilizada na categoria MX1, a principal do Campeonato Brasileiro de Motocross, a CRF 450R é um dos principais “reforços” para esta temporada. “É um projeto totalmente novo, tem uma ciclística melhor e está mais leve. São apenas três quilos a mais que a CRF 250 R, de menor capacidade”, ressaltou o paranaense Leandro Silva, um dos cinco pilotos da marca na categoria. Olhando-se para a nova CRF, ela nem parece uma moto de 450cc.

Team Honda ganha reforço da nova CRF 450R para temporada 2009Leandro também elogiou o desempenho da nova 450cc. “O motor está mais compacto e posicionado mais à frente, melhorando o centro de gravidade. Ela melhorou muito nas entradas de curva em relação a versão anterior”. Para finalizar o piloto falou sobre a melhoria do propulsor com a adoção da injeção eletrônica de combustível: “A moto em baixa está mais dócil, porém continua uma 450 quando você precisa enrolar o cabo”.
Wilson Yasuda, gerente de competições da Honda no Brasil, completou os elogios à nova moto. “A distribuição de peso foi otimizada, passando da proporção anterior 40% na dianteira e 60% na traseira para 50/50%”, explica. Sobre a alimentação da nova motocicleta ele diz: “A injeção tem um sistema que mede a temperatura do óleo e verifica a composição do combustível, isentando o uso de sonda lambda”, explicando sobre a ausência de tal equipamento, presente nas motos injetadas “de rua”.

Só na terra?
Além dos cinco campeonatos em que o Team Honda participará (Brasileiro de Motocross, Brasileiro de Supercross, Brasileiro de Arena Cross, Brasileiro de Enduro de Regularidade e Rally Internacional dos Sertões), o Team Honda também apresenta novidades como patrocínio principal para a etapa brasileira do Campeonato Mundial de Motocross, que acontecerá em Canelinha (SC), em 13 de setembro.

Questionado sobre o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade, o diretor comercial da Honda, Roberto Akiyama, respondeu: “Nós gostamos de competições. A Honda não patrocina mais o campeonato e a questão de patrocinar os pilotos está em aberto”. Antiga patrocinadora da modalidade de pista, neste ano a Honda decidiu não investir em patrocínio na motovelocidade. A empresa japonesa priorizou as competições off-road em 2009.

A equipe
Após conquistar 14 títulos em 2008 em diversas modalidades off-road, os pilotos da equipe também estiveram presentes no evento. No total são 18 pilotos que competirão em cinco campeonatos.
As motos utilizadas pela equipe são: CRF 150 RB, CRF 230 F, CRF 250 R, CRF 450 R, CRF 250 X e CRF 450 X para motocross, enduro de regularidade e rali.
A estreia do esquadrão da Honda acontecerá neste final de semana, dias 28 e 29 de março, no Centro Educacional de Trânsito Honda, em Indaiatuba (SP), onde acontece a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross.