Chegada prevista para 2018

Veja as novidades do Salão de Milão – EICMA 2017

Enquanto o Brasil se prepara para mostrar as novidades da indústria de motos a partir da próxima semana (14/11), no Salão Duas Rodas, a Europa já conhece as principais novidades que circularão por lá e pelo resto do mundo – inclusive por aqui – a partir de 2018. O EICMA 2017 (o Salão de Milão) iniciou nesta semana e segue até o dia 12 de novembro exibindo muitas motocicletas novas, algumas reestilizadas, alguns protótipos e outras novidades que já eram esperadas.

Há motocicletas de muitas marcas, de todos os tamanhos e estilos, para todo tipo de consumidor e que gosta de novidade. Muitas delas poderão circular por aqui já no ano que vem, praticamente junto com os mercados europeus, mas alguns outros vão esperar uma pouco mais para chegar. Mas o importante é que você conheça o que se está mostrando neste EICMA 2017. Confira aqui, marca por marca, as principais novidades.

BMW atualiza F 750 GS e F 800 GS

F 700 e F 800 surgem remodeladas como BMW F 750 GS e BMW F 850 GS

F 700 e F 800 surgem remodeladas como BMW F 750 GS e BMW F 850 GS

No mercado há dez anos, desde 2007, os modelos F da série GS receberam alguns aperfeiçoamentos importantes para continuarem competitivos no mercado, incluindo aumento de capacidade do motor e aparatos eletrônicos. A F 750 GS passa a contar com um motor bicilíndrico que gera potência de 77 cv a 7500 rpm, enquanto a F 850 GS é alimentada por um também dois cilindros de 95 cv a 8250 rpm. Os novos motores possuem dois eixos de contrapeso para diminuírem a vibração e trabalham em conjunto com um câmbio de seis marchas. As novas GS’s também receberam novas suspensões dianteiras com suporte de mola central e dois modos de pilotagem, Rain e Road, que trabalham junto dos sistemas de ABS e estabilidade.

Ducati – Enfim, a Panigale V4

Ducati levou todo seu esquadrão ao lançamento da Panigale V4. Dovizioso, Stoner e Lorenzo ao lado da moto que deriva do protótipo de MotoGP

Ducati levou todo seu esquadrão ao lançamento da Panigale V4. Dovizioso, Stoner e Lorenzo ao lado da moto que deriva do protótipo de MotoGP

Depois de muita expectativa, o mundo conheceu oficialmente o Desmosedici Stradale V4 – montado em mais uma obra de arte da marca italiana. Com quatro cilindros em V, o motor aposenta o tradicional L2 e exibe 214 cv (a 13 mil rpm), 12.6 kgf.m e 1.103 cc. A aguardada Panigale V4 será vendida em três versões, a de entrada (22.590 euros); a intermediária V4 S (27.890 euros) e a V4 Speciale (39.900 euros), homologada apenas para as pistas e com 226 cv. Segundo a Ducati, a V4 deriva diretamente do protótipo que representa a escuderia italiana no Mundial de MotoGP, compartilhando uma série de tecnologias e a estrutura do novo motor.

Para aproximar ainda mais o lançamento das pistas, a Ducati convocou seus pilotos (Andrea Dovizioso, Jorge Lorenzo e Casey Stoner, piloto de testes e ‘menino propaganda’ da marca desde a conquista do título em 2007 pela marca) para prestigiarem o lançamento no Salão de Milão.

Honda – CB1000R com design retrô

CB1000R

CB1000R

Da água ao vinho. CB1000R abandona 'estilo Hornet' e surge com conceito Neo Café

CB 300R

CB 300R

Por essa você não esperava, não é? Nem nós. Mas esqueça 'a nossa' CB 300. Em comum, apenas o nome

Definitivamente, o retrô está na passarela do motociclismo. Como se não bastasse a Kawasaki Z900RS (praticamente uma Z900 ‘atual’ montada vestida com look da década de 1970), a Honda procurou inspiração em décadas passadas para atualizar a naked CB1000R Blade. Se anteriormente a moto compartilhava o design da irmã menor CB 600F Hornet, agora o modelo ressurge com identidade própria e marcante. Apontada no mês passado (durante o Salão de Tóquio) como o conceito Neo Sports Cafe Concept, a motocicleta é uma releitura das café racer dos anos 1960, com direito a farol redondo (de LED), banco único (mas com dois níveis) e construção minimalista e design futurista.

Sobre o chassi (novo, claro), um motor tetracilíndrico de 998 cc que gera 144 cv a 10.500 rpm, domado através de quatro modos de pilotagem – incluindo um personalizável. Na balança, 20% a menos de peso do que versão anterior. O modelo terá também uma versão R com mais recursos eletrônicos e mecânicos, como quick-shifter. A Honda decidiu, ainda, expandir este conceito à modelos menores, criando a totalmente nova CB 300R (que, nem em sonho, lembra a produzida no Brasil anteriormente).

Triumph – Novidades na Tiger 800 aquece briga com BMW

Triumph fez mais de 200 alterações na Tiger 800. Modelo tem 95 cv, seis modos de pilotagem, tela TFT colorida e mais extensa lista de equipamentos

Triumph fez mais de 200 alterações na Tiger 800. Modelo tem 95 cv, seis modos de pilotagem, tela TFT colorida e mais extensa lista de equipamentos

Na trincheira das aventureiras, Triumph e BMW afiam suas espadas e aperfeiçoam suas armas. A marca inglesa realizou nada menos de 200 mudanças na trail Tiger 800 em seu modelo 2018 para fazer frente às concorrentes. Na lista de atualizações, novidades no motor, chassi e equipamentos eletrônicos. O motor recebeu melhorias e agora rende 94 cv, com entrega de potência mais imediata, e ganhou uma primeira marcha mais curta para mais tração em trechos off-road.

Além disso, todo o sistema de iluminação é em LED, o painel de instrumentos é em TFT colorido, há seis modos de pilotagem, freios ABS assinados pela Brembo, assentos e manoplas aquecidas, parabrisas com cinco ajustes, altura do banco personalizável (variando entre 810 e 830 mm na Tiger XR e 840 e 860 mm no Tiger XC) entre outras novidades. As Tiger 800 2018 continuarão sendo oferecidas nas versões XC e XR, com suas sub-variações.

Yamaha – Niken e T7 dividem espaço com MT-07 de cara nova

Niken

Niken

Se a Ducati tem Dovi, Lorenzo e Stoner, a Yamaha ataca com Rossi. Piloto ao lado do modelo que é mais moto do que triciclo

MT-07

MT-07

Modelo surge com mudanças visuais. Design ficou ainda mais agressivo, dentro da identidade MT

O modelo que mais rouba as atenções no stand da Yamaha em Milão, sem dúvidas, é a Niken – e tratando-se de uma moto de três rodas e o motor de três cilindros da MT-09 não podia ser diferente. Como cada montadora ataca com suas melhores armas, a Yamaha levou o eneacampeão mundial Valentino Rossi ao lançamento da moto (podia ser triciclo, mas possui mais semelhanças estruturais com uma motocicleta), que inclina como se tivesse duas rodas, empregando quatro suspensões (invertidas) na dianteira. Inicialmente,  modelo será vendido apenas pela internet mas ainda não foram divulgados os mercados que o receberão e nem qual será seu preço.  Nele, o já conhecido propulsor Yamaha de 847 cc e 115 cv trabalha com auxílio de controles de tração, quick-shifter e freios ABS.

Já a T7 segue o mistério e as expectativas geradas há doze meses, quando a Yamaha a anunciou (no Eicma 2016) como um protótipo. Sabe-se que ela usa o motor da MT-07, aposentará a Ténéré 660 e marca o início da nova geração de aventureiras da marca japonesa – mais detalhes serão vistos no Salão Duas Rodas, esperamos. A naked MT-07 ganhou novo design, reforçando sua agressividade, marca registrada da família MT.

Suzuki leva estilo café racer à nova SV650X

Simplicidade e bom gosto. Suzuki SV650X dá tom café racer à conhecida 650, fazendo bom uso de elementos visuais da época

Simplicidade e bom gosto. Suzuki SV650X dá tom café racer à conhecida 650, fazendo bom uso de elementos visuais da época

Em nosso teste a SV650A se mostrou uma moto equilibrada e deliciosa em curvas e, agora, o modelo é mais um escalado para a seleção de motos com visual retrô. A Suzuki apresentou no Eicma a SV650X, basicamente a 650 tradicional vestida de café racer – mas com muito bom gosto. De volta aos anos 1960, o modelo conta com semi-carenagem no farol, novo conjunto óptico, guidão baixo e assento único (em dois níveis) com design da época, inclusive com a pequena tira transversal delimitando o espaço do carona e piloto. No tanque, o tradicional ‘S’, logotipo da marca, cede seu lugar ao ‘Suzuki’ escrito por extenso, como era tradicional antigamente.

Além disso, a pintura em tons de baixo brilho também nos conduz a uma viagem no tempo – só faltou um escapamento similar aos da época. Além do belo visual, a moto recebeu tanque maior (com capacidade para 14,5 litros, ao invés de 13,8) e suspensão dianteira ajustável. O motor é o mesmo preciso V-twin de 75 cv da SV650A. Uma novidade simples e de extremo bom gosto, ponto para a Suzuki (sempre vale ressaltar: esperamos vê-la por aqui)

Royal Enfield 650 cc: Interceptor e Continental GT

Continental GT 650

Continental GT 650

Irmã-maior da Continental GT que conhecemos evidencia design café racer, auxiliada pelo motor de bom torque

Interceptor INT 650

Interceptor INT 650

Inspirada nas praias da Califórnia, a Roadster quer conquistar novos públicos para a Royal Enfield

Este assunto foi notícia há pouco, afinal no início desta semana falamos sobre o novo motor que a Royal Enfield havia desenvolvido que, com 650 cc, ocupava o posto de mais potente do lineup. Agora a marca desfez o mistério e apresentou os novos modelos que serão equipados com o propulsor de  47 cv (7.100 rpm) e 5,3 kgf.m (já aos 4.000 rpm): Interceptor INT 650 e a Continental GT 650. A primeira tem inspiração nas ensolaradas praias da Califórnia, resgatando o design 1960 com seu tanque em formato de gota, dois assentos acolchoados e um guidão longo e característico – evidenciando o estilo Roadster.

Além do freio ABS e amortecedores duplos, esta é a primeira Royal Enfield com seis marchas – e embreagem deslizante. Apesar de compartilhar motor, chassi e itens estéticos com a Interceptor, a Continental GT oferece ergonomia e estilo completamente diferentes, com posição de pilotagem inclinada para frente. O escapamento angulado e os apoios recuados para os pés proporcionam um ângulo de inclinação que evidencia sua natureza esportiva, assim como o assento único, o tanque esculpido e o grampo nas grades.

Veja na galeria mais fotos das motos apresentadas e ainda outras novidades do EICMA 2017, Salão de Milão 2017.

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

Chegada prevista para 2018

Indian Scout FTR1200 Flat Track Custom

Indian Scout FTR1200 Flat Track Custom

Para abrir novos mercados

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

Honda CB 1000R

Honda CB 1000R

Royal Enfield Continental GT 650

Royal Enfield Continental GT 650

Honda CB 1000R

Honda CB 1000R

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

Royal Enfield Interceptor 650

Royal Enfield Interceptor 650

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

Vespa Elettrica

Vespa Elettrica

BMW C 400X

BMW C 400X

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

Yamaha Ténéré 700 - protótipo

MV Agusta Dragster 800R

MV Agusta Dragster 800R

BMW K 1600 Grand America

BMW K 1600 Grand America

Honda CB 1000R

Honda CB 1000R

 



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.