ZFM briga por fábrica

O Governo do Amazonas est  entrando na briga pela instala‡Æo de novas f bricas na Zona Franca de Manaus (ZFM).

A Moto Honda (instalada na ZFM h  26 anos) anunciou interesse em abrir mais uma unidade no Brasil. Al‚m do Amazonas, dois outros Estados (cujos nomes nÆo foram revelados) estariam na disputa pela ind£stria, segundo a pr¢pria empresa.

Ontem, o governador Eduardo Braga, recebeu, no Centro Cultural Pal cio Rio Negro (CCPRN), executivos da empresa para tentar “assediar” a ind£stria e discutir alternativas para que a Moto Honda opte pela ZFM. “Quando soubermos que qualquer empresa quer se instalar no Brasil, vamos atr s”, disse o governador. Sem entrar em detalhes sobre a conversa, que aconteceu a portas fechadas, o presidente da Moto Honda no Brasil, Koichi Condo, disse que o Governo do Amazonas tinha fornecido boas informa‡äes. Segundo ele, dois dos principais problemas que a empresa encontra no Amazonas dizem respeito a pessoal – para ocupar cargos de n¡vel gerencial – e transporte. Braga disse entender que o Amazonas tem uma tradi‡Æo com a Honda. “Queremos discutir o que falta para a empresa trazer a nova f brica para c “. O que se pretende, segundo o governador, ‚ formar um cluster ( com a Honda envolvendo a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) na forma‡Æo de recursos humanos.

A empresa, segundo Condo, ainda est  fazendo avalia‡äes e somente em mar‡o dever  ter uma defini‡Æo sobre a instala‡Æo da nova unidade.

A nova f brica Moto Honda dever  gerar, em princ¡pio, de um mil a dois mil empregos, mas ao longo de quatro anos dever  gerar entre quatro e cinco mil postos de trabalho.