Ilha Comprida (SP) é a próxima parada do Brasileiro de Rally Baja

A bela e charmosa cidade de Ilha Comprida, no litoral-sul de São Paulo, será o palco para a próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Baja. A prova, válida também pelo Campeonato Paulista da modalidade, acontece nos dias 16 e 17 de outubro, e já é aguardada com ansiedade.

– Nunca andei em Ilha Comprida, mas sempre ouvi falar bem sobre essa prova. Gosto muito de andar na areia e sei que teremos bastante por lá. Acho que vai ser uma prova bem legal e diferente, devido à região. Minha expectativa é a melhor possível, para fazer uma boa prova e tentar manter a posição na categoria – afirma Guto Klaumann (Seka/Koala Racing), líder do Brasileiro na categoria Sport.

Em 2007, Ilha Comprida sediou a 1ª edição do Rally Rota Sudeste, e recebeu muitos elogios de pilotos e equipes. A prova, com piso predominante de areia, terá 260km de percurso, dividido em duas voltas de 130km cada.

Alexandre Pejon (Cariocas/Moto Barra), líder do Campeonato Brasileiro na categoria Production, também não vê a hora de poder acelerar nas areias do litoral-sul paulista.

– Como é etapa do Brasileiro e também do Paulista, acho que vai ser uma prova bem disputada pelos pilotos de ponta. Minha expectativa é bem grande. Vou estar com a equipe Cariocas/Moto Barra, ajudando a pontuar no Campeonato, mas também vou tentar me manter na liderança – declara Pejon. – Ainda não conheço Ilha Comprida, mas sei que a prova é espetacular – completa o piloto.

Para André Alcântara, comissário da diretoria de Rally da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM), a etapa deve reviver os tempos de um evento clássico de 20 anos atrás.

– Será uma grande prova. O Enduro das Praias, há mais de 20 anos, levava mais de cinco mil pessoas para assistirem as dispustas, justamente naquela região – diz Alcântara, aproveitando para falar do campeonato. – É a primeira vez que a CBM separa os campeonatos de Cross-Country e Baja, e está sendo bem positivo. As disputas estão bem acirradas em todas as categorias, e com isso temos novos nomes no Baja. A briga pelos títulos está aberta e já estamos trabalhando para fazer um campeonato ainda melhor em 2011 – encerra Alcântara.