Foto: Mari Balbi foi segunda colocada no WMA

Mari Balbi fica a 1 segundo de sua primeira vitória no WMA

Foto: Mari Balbi foi segunda colocada no WMA

Foto: Mari Balbi foi segunda colocada no WMA

A temporada de 2009 realmente tem sido a melhor da carreira da piloto Mariana Balbi, da equipe 2B Racing. Depois de ter se tornado a primeira mulher da história a vencer uma etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross, a mineira quase conseguiu mais um feito histórico neste fim de semana, em Lakewood, no Colorado. Ela esteve muito próxima de conseguir a sua primeira vitória no WMA, campeonato feminino mais difícil do mundo.

Já na primeira bateria do dia, Mariana mostrou que estava andando muito forte e que poderia conseguir a sua primeira vitória. Mari chegou a andar em segundo e estava estabilizada na terceira colocação até as últimas voltas, quando teve problemas com sua moto e teve de diminuir o ritmo.

“Estava muito forte na primeira bateria até a moto dar problemas. Eu terminei a prova praticamente “carregando” a moto e mesmo assim consegui a quinta colocação. Por isso, fiquei muito animada para a segunda bateria”, contou a piloto.

Na segunda bateria, ela esteve muito próxima da vitória. A piloto largou na quarta colocação e foi ultrapassando as suas adversárias uma a uma até chegar em Ashley Fiolek, que era a primeira colocada. As duas abriram muita distância para a 3ª colocada e travaram, nas voltas finais, um duelo emocionante pela vitória.

No final, Ashley Fiolek conseguiu a primeira colocação, apenas 1 segundo a frente de Mariana Balbi que, por muito pouco, não se tornou a primeira brasileira a vencer uma etapa da competição feminina mais difícil do mundo.

“Acho que a Mari “respeitou” um pouco demais a Ashley. Ela fez uma prova fantástica e, mais uma vez, representou o nosso país com muito brilho. Com um resultado como este ela conseguiu ver que pode ganhar uma etapa do WMA. Não foi agora, mas será logo” comentou Jorge Balbi, principal piloto de Motocross do país.

Depois do bom desempenho da irmão, foi a vez de Balbi entrar nas pistas. O piloto, entretanto, não teve a mesma “sorte” de Mari. Logo na primeira volta da primeira bateria ele sofreu uma forte queda, bateu a cabeça e desmaiou, abandonando a competição.

“Nem me lembro bem como foi o acidente e o que aconteceu. Sei que desmaiei e, quando acordei, não lembrava nem que estava na pista. Os médicos me proibiram de correr a segunda bateria. Agora é trabalhar e pensar na próxima etapa. Felizmente esotu bem de saúde e pronto para continuar lutando”, comentou o piloto.

Os irmãos Balbi tiveram um incentivo especial neste fim de semana. Vicente Bretz, um dos sócios da equipe 2B Racing e os pilotos da equipe Érick Bretz, que se recupera de contusão e Richard “Piaba” Nunes, estiveram presentes na prova para incentivar seus compenheiros de equipe. A 2B Racing tem o patrocínio de Consórcio Realizar e Mart Plus e Apoio de ASW e Orbital.