Motos antigas contam sua história em São Paulo

O Centro Histórico da capital paulista se transformou num autêntico museu a céu aberto no primeiro domingo de agosto (5/8/2018), com a realização do Primeiro São Paulo Moto Classic, que reuniu várias motos antigas e scooters fabricados até o ano de 1980. O local não poderia ser mais apropriado – a área externa do Museu Catavento (antigo Palácio das Indústrias), bem no coração da cidade.

As 4.500 pessoas que estiverem por lá viram um evento de alto nível com a exposição de 900 motos clássicas (originais e restauradas), todas funcionando e algumas até circulando por aí vez ou outra. O maior destaque do evento foi uma Indian 1907, modelo que mais se assemelha a uma bicicleta motorizada e que foi fabricada nos Estados Unidos num lote de apenas quinze unidades. Outra que merece menção é a mais antiga de todas, uma Bianchi 1902, outra raridade difícil de se encontrar inclusive na Itália.

Exposição atraiu 4.500 pessoas fãs de motos antigas

Exposição atraiu 4.500 pessoas fãs de motos antigas

O evento foi abrilhantado e ganhou em qualidade pela grande presença de motos antigas de diferentes (e algumas bem raras) marcas, entre elas BMW, Zundapp, DKW, Harley-Davidson, Guzzi, Ducati, Norton, Triumph, BSA, NSU, FN, Excelsior e um incrível motor estacionário de 1941 em pleno funcionamento. Chamou a atenção também a grande quantidade de motos clássicas japonesas da década de 1970: Honda, Yamaha, Suzuki e Kawazaki, todas impecáveis. O encontro exibiu ainda as charmosas Vespas, Lambrettas e as bicicletas motorizadas da molecada da década de 1970, as Mobilete e Puch.

Dois fabricantes participaram diretamente com seus modelos clássicos – Triumph e Royal Enfield – e a Honda trouxe sua mensagem de educação e segurança no trânsito com o Clubinho Honda. Queremos destacar ainda os visitantes de outros estados (Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Bahia e Paraíba) e do interior de São Paulo que vieram especialmente para o São Paulo Moto Classic para ver motos antigas”, falou Dinno Benzatti, um dos organizadores do evento.

Evento entrou para o calendário oficial da cidade de São Paulo

Evento entrou para o calendário oficial da cidade de São Paulo

Fãs de motocicletas- inclusive motos antigas – de todas as idades, José Peloso Filho (Zezé), Thiago Matiussi, Jairo Portilho e Dinno Benzatti são os organizadores do São Paulo Moto Classic e há anos trabalham nesse projeto que finalmente saiu do papel para reviver a história das motos clássicas na maior cidade do País e anunciaram a inclusão do evento no calendário oficial de São Paulo. “Todo primeiro domingo de agosto dos próximos anos aqui no páteo do Museu Catavento teremos uma exposição de motos clássicas de nível internacional”, falou o entusiasmado Dinno Benzatti, produtor e apresentador do Momento Moto, o único programa da TV do Brasil que fala exclusivamente de motocicletas e para motociclistas.

Uma Indian de 1907, que mais parece uma bicicleta com motor

Uma Indian de 1907, que mais parece uma bicicleta com motor

Seguindo o padrão da votação e premiação de outros eventos que reúnem motos clássicas na Europa, vários troféus foram entregues às melhores motocicletas do encontro. Confira:

  • MELHOR PROJETO CAFE RACER:
    Motocicleta n° 143 Honda CB400 1980
    Proprietário: Marcio Maidame
  • MELHOR MOTO DE CORRIDA:
    Motocicleta n° 37 Honda CB500 Nikko Baker
    Proprietário: Remaza Collection
  • MELHOR MOTO DO EVENTO:
    Motocicleta n°134 Indian 1000cc 1907
    Proprietário: Orbio Max Borba
  • MELHOR MOTO EUROPEIA:
    Motocicleta n° 132 FN750 1921
    Proprietário: Orbio Max Borba
  • MELHOR MOTO JAPONESA:
    Motocicleta n° 174 Honda Benly 1956
    Proprietário: Rodrigo Gomes
  • MELHOR MOTO NACIONAL:
    Motocicleta n° 298 Yamaha RS125
    Proprietário: Ricardo Pupo
  • MELHOR MOTO NORTE AMERICANA:
    Motocicleta n°134 Indian 1000cc 1907
    Proprietário: Orbio Max Borba
  • MELHOR SCOOTER:
    Scooter n° 48 Lambretta 125A 1948
    Proprietário: Paulo Cesar Ianzillotta (PC)
  • MELHOR CICLOMOTOR:
    Ciclomotor n°50 Caloi Mobylette 1977
    Proprietário: Bruno Batista
  • MOTO MAIS RARA:
    Motocicleta n°134 Indian 1000cc 1907
    Proprietário: Orbio Max Borba

Fotos: Wel Calandria e Carlos Patricio

Separador_motos



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.