Triumph apresenta a Bobber Black por R$49.990

Apesar de ainda não terem se transformado na preferência nacional, as motos clássicas estão num bom caminho. Ao menos quando se nota o esforço que a Triumph faz no Brasil com sua linha de motos que se enquadram nesse novo segmento. São 6 modelos e algumas variações para tentar abraçar o máximo de consumidores que gostam do estilo. Nessa linha, acaba de chegar a Bobber Black, um versão apimentada da Bonneville Bobber original da marca, que traz um visual mais arrojado e agressivo com pequenas mudanças.

Bober Black, para quem deseja exclusividade total

Bober Black, para quem deseja exclusividade total

A moto basicamente ganhou roda menor na dianteira – aro 16 polegadas – com pneu mais largo, freio dianteiro com duplo disco e uma enorme lista de itens e acabamentos da moto pintados em preto. Ela é um leitura da mesma moto feita para motociclistas que querem uma moto já customizada, uma vez que o estilo surgiu no pós-guerra com motos usadas que eram reformadas de forma artesanal e caseira, cada um ajustando a moto do jeito que era possível. Daí o visual despojado e o uso de soluções estéticas fora do padrão.

Três lados da mesma Bobber: original, customizada pelo Shibuya e a Black, customizada pela fábrica

Três lados da mesma Bobber: original, customizada pelo Shibuya e a Black, customizada pela fábrica

Absolutamente fiel ao estilo, a Bobber Black traz o guidão reto, assento único, tanque Bonneville esculpido para ela, rodas raiadas, painel e farol mínimos, motor totalmente exposto e aparência robusta. O assento individual do piloto pode ser ajustado (para a frente e para trás) de permitir ao piloto uma posição mais adequada e confortável, mas inevitavelmente com a postura rebaixada. como sugere o nome da moto, ela conta com uma série de detalhes e acabamentos inteiramente pretos, que lhe conferem uma personalidade exclusiva e agressiva, como é naturalmente o objetivo dos compradores das bobber.

Entre os detalhes especial “black” estão escapamento, pedal do freio, pedaleiras de descanso em preto anodizado, conexão de transmissão niquelada preta, manetes dos freios e da embreagem em preto anodizado, guidão, tubos de elevação e braçadeiras anodizadas em preto, suporte do assento, tampas do motor e da roda dentada pretas (revestidas com pó), aro do farol dianteiro preto revestido com cromo e cubos das rodas, além do cubo traseiro clássico com inspiração em “freio de tambor”. Destacam-se na Black ainda a alça do para-lama traseiro, os retrovisores de extremidade do guidão e tampa de combustível com trava de marca premium.

Tecnicamente as mudanças são poucas, mas significativas. Os freios tem dois discos duplos de 310 mm na frente, com duas pinças de dois pistões Brembo e uma configuração de disco traseiro único com pinça de pistão único. A suspensão também apresenta uma atualização da especificação Bobber, com garfos dianteiros de cartucho Showa de 47 mm, proporcionando 90 mm de curso da roda dianteira, agora com aro de 16 polegadas e pneus mais largos especialmente desenvolvidos – Avon Cobra.

Na traseira o amortecedor Kayaba horizontal fica exposto sob o assento e chama muito a atenção ver o “hard tail”  trabalhando. O motor é o mesmo da linha Bonneville, com dois cilindros e 1200 cm³ de capacidade, que desenvolve 11 kgf.m de torque (a 4.000 rpm) e 77 cv de potência (a 6.100 rpm). Na Bobber este motor ganhou uma afinação especial, o que significa uma dose maior de torque e potência em baixas rotações.

Frente e verso da Bobber Black: possibilidades infinitas de customização

Frente e verso da Bobber Black: possibilidades infinitas de customização

Complementando essas melhorias, há um pacote eletrônico que inclui os modos de pilotagem (Road e Rain), ambos com potência total e controle de tração comutável para máxima segurança e controle do piloto, o cruise control e um imobilizador de última geração com transponder incorporado na chave. A iluminação agora é em LED (lanterna traseira, indicadores e luz da placa de identificação) e o farol redondo ganhou o DRL com iluminação também em LED. Por fim, o painel com mostrador único, redondo e pequeno, claro, tem ângulo ajustável e um visor multifuncional com todas as informações necessárias, inclusive as do computador de bordo.

Série especial Bobber, by Shibuya

Cada concessionária Triumph no Brasil recebeu uma Bobber Limited, num total de 16 motos que receberam uma customização especial e exclusiva da Garagem Shibuya. Esta ação faz parte da estratégia de lançamento da nova Bobber Black, que está chegando ao mercado brasileiro. Como parte da ação, esta única unidade disponível em cada loja está à venda a partir de R$47.990, preço menor que o do lançamento da Bobber Black, que também é totalmente customizada, mas em série. Todas as 16 motos contam com logo Triumph personalizado e a placa numerada de 1 a 16 na carenagem.

“Um ponto muito importante nesse trabalho é que toda a customização foi realizada 100% com acessórios originais disponíveis nas concessionárias Triumph. Queremos mostrar como é fácil e prático customizar a Bobber e demais motocicletas clássicas da marca na própria Concessionária”, explica André Molnár, gerente de marketing da Triumph. Ele destaca também que as motos clássicas trazem esta característica de facilitar a personalização e por isso há vários itens disponíveis originais que permitem ao consumidor personalizar ainda mais a sua moto, conferindo a ela seu próprio estilo com detalhes adicionais para mais conforto e desempenho.

separador_bobber

 



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.