brasileiro-de-motocross-carlos-campano

Carlos Campano é pentacampeão Brasileiro de Motocross

O terceiro lugar conquistado na última etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2018 foi o suficiente para que Carlos Campano (Yamaha Geração) assegurasse seu quinto título na categoria principal da competição. O espanhol levantou o troféu da categoria MX1, também, em 2012, 2014, 2015 e 2017. Na MX Elite, vitória de Jetro Salazar (Honda Racing) e destaque, também, para Maiara Basso, que garantiu o tetra na Feminina.

Festa na Yamaha. Equipe faturou o título nas categorias MX2, MX Júnior e MX, através das mãos do pentacampeão Jean Ramos - Foto: Maurício Haas/Yamaha

Festa na Yamaha. Equipe faturou o título nas categorias MX2, MX Júnior e MX, através das mãos do pentacampeão Jean Ramos – Foto: Maurício Haas/Yamaha

Para conquistar mais um título, Campano venceu seis vitórias ao longo das 15 baterias da temporada. A disputa final aconteceu em Fagundes Varela (RS), dias 3 e 4 de novembro. “Estou super feliz por ganhar o pentacampeonato. Chegamos bem tranquilos na final graças aos bons resultados ao longo da temporada. Passei o Jetro (Salazar) na primeira bateria, fiquei ainda mais tranquilo, e deu tudo certo para ganhar o título já após a primeira corrida do dia. Agora vamos pelo sexto título em 2019″, declarou, animado, o campeão.

Jean Ramos: espanhol é pentacampeão Brasileiro de Motocross! Título veio a bordo da Yamaha YZ 450F - Foto: Maurício Hass/Yamaha

Jean Ramos: espanhol é pentacampeão Brasileiro de Motocross! Título veio a bordo da Yamaha YZ 450F – Foto: Maurício Hass/Yamaha

Yamaha venceu MX2 e MX2 Júnior

Campano também parabenizou os colegas de equipe pelos títulos em mais duas categorias do Campeonato Brasileiro de Motocross. Fábio Santos venceu pela MX2 (obtendo o bicampeonato da categoria) e Tallys Nathan confirmou o título da MX2 Junior, ambos competindo com a Yamaha YZ 250F.

Equipe azul celebrando suas vitórias no Brasileiro de Motocross - Foto: Maurício Hass/Yamaha

Equipe azul celebrando suas vitórias no Brasileiro de Motocross – Foto: Maurício Hass/Yamaha

“Estou feliz demais por terminar o ano com este título. Foi difícil, fiquei fora de algumas baterias, tive que me superar para vencer, mas no fim deu tudo certo. Na primeira bateria, caí no início, consegui recuperar, passar o Pepê (Bueno), que era meu objetivo, e depois mantive. Na segunda, larguei melhor e me mantive na frente o tempo todo. Gostaria de agradecer a todos os meus patrocinadores, amigos, meu treinador e familiares que me apoiam muito”, afirmou Fabinho.

Jetro Salazar: título para a Honda na MX Elite

O equatoriano Jetro Salazar comemorou muito seu título na categoria MX Elite do Brasileiro de MX, que reúne os melhore pilotos da MX1 e MX2. O piloto teve uma série de adversidades ao longo da temporada, enfrentando lesões, e fez seu ano de estreia em uma equipe oficial (antes, corria num time satélite da Honda, pelo qual também obteve um título nacional, em 2016).

Equatoriano Jetro Salazar, recuperando-se de lesões, garantiu o título em sua categoria de estreia numa equipe oficial pelo Brasileiro de Motocross - Foto: Idário Café/Mundo Press

Equatoriano Jetro Salazar, recuperando-se de lesões, garantiu o título em sua categoria de estreia numa equipe oficial pelo Brasileiro de Motocross – Foto: Idário Café/Mundo Press

“A MX Elite é a combinação da MX1 e da MX2, que são as duas categorias mais fortes do campeonato, então o título é muito importante. Agora quero treinar duro para no ano que vem vencer novamente esta categoria e a MX1, além do Arena Cross”, destacou Salazar, que corre com uma Honda CRF 450R.

A equipe Honda Racing também celebrou o bom resultado de Hector Assunção. O paulista venceu a última etapa nas categorias MX Elite e MX1. “Foi um dia perfeito para mim, não teria uma forma melhor de terminar o campeonato. Cresci muito nesta reta final da temporada e consegui fechar com chave de ouro”, declarou. O piloto finalizou a sua participação em quarto lugar nas tabelas da MX1 e da MX Elite.

Maiara Basso: tetracampeã invicta

Não há muito o que falar. Maiara Basso venceu todas as quatro etapas realizadas pela categoria Feminina no Brasileiro de Motocross. Com o resultado positivo, conquistou o tetracampeonato da classe. Na final, a gaúcha recebeu a bandeirada com mais de 20 segundos de vantagem sobre a segunda colocada, Marcely Cazadini.

É tetra! Maiara Basso conquistou o troféu da MXF de forma invicta - Foto: Maurício Arruda/PubliX

É tetra! Maiara Basso conquistou o troféu da MXF de forma invicta – Foto: Maurício Arruda/PubliX

“Estou muito feliz por ter conseguido o meu quarto título nacional no motocross de maneira invicta. Mostra que estou em uma excelente fase e em um excelente ritmo. Agradeço a KTM Sacramento por me proporcionar a melhor moto do mercado”, comentou Maiara, que compete com uma KTM 250SX. Em 2018 a piloto também sagrou-se campeã brasileira de Enduro FIM na classe Feminina e está perto do título no Brasileiro de Velocross, cujo final acontece em 2 de dezembro, em Tapejara (RS).

Brasileiro de Motocross 2018 – Resultados

Etapa final – Fagundes Varela (RS)

MX Elite
1 – Hector Assunção
2 – Paulo Alberto
3 – Carlos Campano
4 – Jetro Salazar
5 – Jean Ramos

MX1
1 – Hector Assunção
2 – Paulo Alberto
3 – Carlos Campano
4 – Humberto Martin
5 – Thales Vilardi

MX2
1 – Fábio Santos
2 – Leo Souza
3 – Lucas Dunka
4 – Pepê Bueno
5 – Tallys Nathan

MXF
1. Maiara Basso
2. Marcely Cazadini
3. Larissa Dalló
4. Tatiane Poltronieri
5. Micheli Schmidt

Classificação final

MX Elite
1 – Jetro Salazar – 153 pontos
2 – Paulo Alberto – 150 pontos
3 – Carlos Campano – 150 pontos
4 – Hector Assunção – 111 pontos
5 – Humberto Martin – 98 pontos

MX1
1 – Carlos Campano – 336 pontos
2 – Paulo Alberto – 304 pontos
3 – Jetro Salazar – 301 pontos
4 – Hector Assunção – 270 pontos
5 – Jean Carlo Ramos – 207 pontos

MX2
1 – Fábio dos Santos – 313 pontos
1 – Pepê Bueno – 307 pontos
3 – Lucas Dunka – 271 pontos
4 – João Pedro Pinho Ribeiro – 221 pontos
5 – Leo Souza – 118 pontos

MXF
1. Maiara Basso, 100 pontos
2. Larissa Dalló, 84
3. Tatiane Poltronieri, 74
4. Marcely Cazadini, 60
5. Sarah Raquel, 48

separador_motocross



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.