Além do acidente principal (assim digamos), ocasionado por Lorenzo, outros também aconteceram ao longo de toda a prova

MotoGP: 11 pilotos ficam pelo caminho na Catalunha

Uma corrida imprevisível e quase inacreditável. Assim foi a sétima etapa da MotoGP 2019, disputada neste domingo na Catalunha, Espanha. Ao longo de 24 voltas, 11 pilotos ficaram pelo caminho, incluindo um grande acidente causado por Jorge Lorenzo ainda na segunda volta, em que derrubou consigo Maverick Viñales, Andrea Dovizioso e Valentino Rossi – todo os ponteiros da prova, exceto Marc Márquez. Foi um acidente com poder de mudar o rumo do campeonato.

Acidentes, quedas e abandonos marcaram a sétima etapa da MotoGP, na Catalunha. Logo na segunda volta Lorenzo caiu, tirando também Rossi, Vinales e Dovizioso da prova. Uma queda de abala o campeonato

Acidentes, quedas e abandonos marcaram a sétima etapa da MotoGP, na Catalunha. Logo na segunda volta Lorenzo caiu, tirando também Rossi, Vinales e Dovizioso da prova. Uma queda de abala o campeonato

Com os pilotos mais rápidos no chão, Márquez reinou sozinho durante todo o restante da prova, cabendo-lhe apenas administrar uma vantagem que chegava a casa dos seis segundos de diferença ao segundo colocado. Atrás, um pequeno pelotão brigava pela medalha de prata. Após várias ultrapassagens, acidentes, algumas quedas e abandonos, o segundo lugar ficou com o poleposition (e piloto revelação da temporada) Fabio Quartararo. O terceiro foi a um seguro Danilo Petrucci.

Zona de pontuação generosa

Um fato curioso da atípica corrida em solo espanhol está na pontuação. Como 11 pilotos abandonaram – e apenas 13 concluíram – a etapa, quem sobreviveu até a volta final foi agraciado com pontos no campeonato, independente do tempo em que registrou em pista. Desta forma, o piloto convidado francês Sylvain Guintoli, que encerrou o desafio na última colocação, garantiu três pontos para seu histórico no Mundial de Motovelocidade.

Pódio

Pódio

Petruci, Márquez e Quartararo no lugar mais alto

Crash

Crash

Além do acidente principal (assim digamos), ocasionado por Lorenzo, outros também aconteceram ao longo de toda a prova

Menino prodígio

Menino prodígio

Fabio Quartararo. Direto da Moto3 para a MotoGP. Duas poles e um pódio em sete provas - sobre uma moto satélite. Nada mau.

Rins saves

Rins saves

Nem só de Marc Márquez vivem as salvadas da MotoGP. Desta vez Alex Rins recuperou-se de uma queda quase iminente na última volta, enquanto disputava com Quartararo e Petrucci

Márquez passeia

Márquez passeia

Com os outros ponteiros no chão, Marc Márquez conduziu sua Honda por um tranquilo passeio pela ensolarada Catalunha neste domingo

Márquez, próximo campeão da MotoGP

Como o vice-líder do campeonato Dovizioso não pode concluir a prova, Márquez abriu mais pontos na liderança da temporada. Agora são 37. O pentacampeão da classe rainha (ao que tudo indica será hexa em novembro próximo) tem 140, ante 103 de Dovi. Alex Rins é o terceiro, com 101, seguido por Danilo Petruci e seus 98. Rossi, distante do sonho do nono título na MotoGP, soma 72, fechando o top5.

que comum. Aos poucos, Márquez caminha para seu oitavo título no Mundial (sexto na MotoGP) e reforça a pergunta: o que (ou quem?) poderá por fim à sua era?

A cena da comemoração com a equipe e fãs após vitórias já é mais que comum. Aos poucos, Márquez caminha para seu oitavo título no Mundial (sexto na MotoGP) e reforça a pergunta: o que (ou quem?) poderá por fim à sua era?

MotoGP – 7ª etapa, Catalunha – Resultados

1 – Marc Marquez 93 – Honda
2 – Fabio Quartararo 20 – Yamaha
3 – Danilo Petrucci 9 – Ducati
4 – Alex Rins 42 – Suzuki
5 – Jack Miller 43 – Ducati
6 – Joan Mir 36 – Suzuki
7 – Pol Espargaro 44 – KTM
8 – Takaai Nakagami 30 – Honda
9 – Tito Rabat 53 – Ducati
10 – Johann Zarco 5 – KTM
11 – Andrea Iannone 29 – Aprilia
12 – Miguel Oliveira 88 – KTM
13 – Sylvain Guintoli 50 – Suzuki

OUT
Cal Crutchlow 35 – Honda
Franco Morbidelli 21 – Yamaha
Francesco Bagnaia 63 – Ducati
Hafizh Syahrin 55 – KTM
Valentino Rossi 46 – Yamaha
Andrea Dovizioso 4 – Ducati
Maverick Viñales 12 – Yamaha
Jorge Lorenzo 99 – Honda
Aleix Espargaro 41 – Aprilia
Karel Abraham 17 – Ducati
Bradley Smith 38 – Aprilia

Separador_MotoGP



Guilherme Augusto

@obomguiaugusto >> Amante de motos em todas suas formas e sons (se for de 2T, melhor). Fã de viagens, competições, do Hugh Jackman e de praias. Viciado em café desde quando comecei a escrever