rally-dakar-2019-1-dia-motos

Honda vence primeiro dia do Rally Dakar 2019

E mais do que isto: no primeiro dia, a KTM não esteve representada no top3 das motos no Rally Dakar 2019. O primeiro estágio da competição aconteceu nesta segunda-feira, entre as cidades de Lima e Pisco. Para lembrar, a KTM detém os últimos 17 títulos do rali e, em 2019, pela primeira vez na história, o Dakar é sediado em apenas um país, o Peru.

O piloto oficial Honda Joan Barreda Bort venceu a primeira etapa, percorrendo os 331 quilômetros em 57’36” - Foto: Dakar/DPPI

O piloto oficial Honda Joan Barreda Bort venceu a primeira etapa, percorrendo o trecho cronometrado em 57’36” – Foto: Dakar/DPPI

O espanhol Joan Barreda Bort venceu a primeira etapa, percorrendo o trecho cronometrado de 84 quilômetros em 57’36”, a bordo da Honda CRF 450 Rally. O segundo lugar ficou com o chileno Pablo Quintanilla, que também fez a prova em menos de uma hora, com o tempo de 59’10” – competindo com uma Husqvarna FR 450 Rally. O americano Ricky Brabec, também da equipe oficial Honda, ficou com o terceiro lugar.

A Yamaha obteve o quarto posto através das mãos de Adrien Van Bavern, a bordo da WR450F. A KTM apareceu só no quinto lugar, com Sam Sunderland, campeão de 2017, com o tempo de 1h00’32”. Toby Price e Matthias Walkner, pilotos da KTM campeões em 2016 e 2018, fecharam o top7 do primeiro dia do Dakar 2019.

As motos são a maior categoria do Dakar 2019, representada por 135 motocicletas - Foto: Dakar/DPPI

As motos são a maior categoria do Dakar 2019, representada por 135 motocicletas – Foto: Dakar/DPPI

Segunda etapa

Hoje, segundo dia de prova, os 135 pilotos encaram 553 quilômetros, entre Pisco e San Juan de Marcona. O Dakar 2019 ocorre de 06 a 17 de janeiro, dividido em 10 etapas, com 70% disputado sobre areia, com início e chegada na capital Lima. Serão percorridos cinco mil quilômetros em motos, quadriciclos, UTVs, carros e caminhões.

O atual campeão Matthias Walkner fechou o primeiro dia na sétima posição - Foto: Dakar/DPPI

O atual campeão Matthias Walkner fechou o primeiro dia na sétima posição – Foto: Dakar/DPPI

Brasileiros no Dakar 2019

Se você não lembra, isto é algo que temos prazer em citar: depois de vencer as duas edições já realizadas na categoria, o Brasil é favorito nos UTVs! E a edição 2019 da maior prova off road do mundo começou com o pé direito e vitória da dupla Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin.

Os brasileiros estão em busca do bicampeonato e concluíram a etapa em 1h11’13”, com pouco mais de um minuto de vantagem sobre os segundos colocados. Marcos Baumgart e Kleber Cincea, também brasileiros, ficaram com o sétimo lugar. Bruno Varela e Maykel Justo foram os décimos e Cristian Baumgart e Alberto Andreotti ficaram com a 17ª colocação no dia.

Nas motos, Antonio Lincoln Berrocal terminou no 95º posto, com o tempo de 1h37’02”, 39 minutos atrás do líder. O piloto de 60 anos está correndo o Dakar pela primeira vez e de forma independente. O segundo brasileiro em disputa, Marcos Colvero ficou com o 132º lugar, percorrendo os 331 km em 02h18’21”. Os dois correm de KTM 450.

Pela primeira vez o Dakar é disputado apenas em um país. No Peru, 70% do traçado será na areia - Foto: Dakar/DPPI

Pela primeira vez o Dakar é disputado apenas em um país. No Peru, 70% do traçado será na areia – Foto: Dakar/DPPI

separador_rally



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.