marquez-vence-motogp-argentina

MotoGP: Marc Márquez passeia na Argentina

O circuito de Termas do Rio Hondo, na Argentina, recebeu a segunda etapa da MotoGP 2019 nesse domingo, 31 de março. Mais do que isso, serviu de palco para um verdadeiro passeio do atual campeão Marc Márquez (93, Repsol Honda Team). O espanhol conquistou a pole, largou na frente, abriu mais de um segundo de vantagem ainda na primeira volta e então iniciou uma corrida particular, ampliando sua liderança a cada volta.

Parecia um treino livre. Marc Márquez fez pole, largou na frente, abriu mais de um segundo já na primeira volta e não tomou conhecimento dos outros pilotos durante o GP da Argentina

Parecia um treino livre. Marc Márquez fez pole, largou na frente, abriu mais de um segundo já na primeira volta e não tomou conhecimento dos outros pilotos durante o GP da Argentina

Ao final, Márquez recebeu a bandeirada com quase dez segundos de vantagem sobre Valentino Rossi (46, Monster Energy Yamaha MotoGP), segundo colocado, que fez ótima prova. Andrea Dovizioso (4, Mission Winnow Ducati) foi o terceiro, Jack Miller (43, Pramac Racing) o quarto e Alex Rins (42, Team SUZUKI ECSTAR) fechou o top5.

Grande prêmio do Doutor. Altamente competitivo aos 40 anos de idade, Valentino Rossi tem absurdos 233 pódios na carreira

Grande prêmio do Doutor. Altamente competitivo aos 40 anos de idade, Valentino Rossi tem absurdos 233 pódios na carreira

Com a vitória de ponta a ponta do pentacampeão da MotoGP, o espetáculo da categoria rainha do Mundial de Motovelocidade ficou a cargo da disputa pelo segundo lugar, travada entre Dovi e Rossi. Os dois pilotos revezaram-se na vice liderança durante toda a prova, com o Doutor se saindo melhor nas curvas e Dovizioso mostrando a força da Ducati nas retas. Até que, na última volta, Rossi garantiu o 233º pódio da carreira – no auge de seus 40 anos de idade.

Aliás, quatro italianos tinham chance de buscar a segunda colocação: Dovi, Rossi, Franco Morbidelli (21, Petronas Yamaha SRT) e Danilo Petrucci (9, Mission Winnow Ducati). Destaque também para Alex Rins que largou da 16ª colocação e recebeu a bandeirada no quinto posto. Jorge Lorenzo (99, Repsol Honda Team) repetiu o resultado negativo da primeira etapa, largando do 7º e concluindo a prova no 12º lugar.

Lambança

Lambança

Na última volta Franco Morbidelli e Maverick Viñales se tocam e retiram duas Yamaha da prova

De novo?

De novo?

O início de Lorenzo na Ducati esteve longe de ser glamouroso. Na Honda, também. Tricampeão ficou com a 12ª colocação

Italian Fight

Italian Fight

Rossi e Dovizioso brigaram pelo segundo lugar durante toda a prova com as armas que tinham: a experiência do Doutor e o desempenho da Ducati

Vitória de MM93

Vitória de MM93

Marc Márquez não teve dificuldade alguma para faturar a corrida. Piloto de 26 anos deve conquistar o 6º título na MotoGP em 2019

O Doutor

O Doutor

Não à toa Rossi é chamado de Doutor. Valentino escolheu o momento certo para dar o bote em Divo, na curva sétima da última volta, logo depois da grande reta oposta

MotoGP: Dovi e Márquez lideram o campeonato

Com o resultado da segunda etapa, Marc Márquez está na liderança do Mundial, com 45 pontos. Dovi é o segundo, com 41, seguido por Rossi, que possui 31. Rins e Petrucci fecham o top5, com 24 e 20 pontos, respectivamente. O próximo embate será no dia 14 de abril, nos Estados Unidos, com o GP das Américas. O favoritismo é de Márquez, que venceu todas as provas que disputou em Austin – é interessante lembrar que o mesmo fenômeno da invencibilidade acontece em Sanschering, na Alemanha.

Moto2: duas provas e duas vitórias de Baldassarri

O Mundial de Moto2 cruzou o mundo para realizar sua segunda etapa, mas o resultado final não mudou. Lorenzo Baldassarri (7, Flexbox HP 40) conquistou a vitória em Termas, repetindo o ótimo resultado do Catar. Com o troféu, o italiano é líder isolado na categoria, em sua sexta temporada pela classe. O segundo lugar desse domingo ficou com Remy Garnder (87, ONEXOX TKKR SAG Team) e o terceiro com Alex Márquez (73, EG 0,0 Marc VDS). Iker Lecuona (27, American Racing KTM) e Brad Binder (41, Red Bull KTM Ajo) fecharam o top5.

A prova foi equilibrada, marcada por muitas quedas e também pela zebra que afetou o poleposition Xavi Vierge (97, EG 0,0 Marc VDS), que não conseguiu completar sequer a volta de apresentação. Um pelotão formado por Lecuona, Márquez, Marcel Schrotter (23, Dynavolt Intact GP) e Baldassari liderou praticamente toda a corrida, revezando a liderança. Até que, nas voltas finais, Lorenzo tomou a ponta para não a largar até a vitória.

Moto3: Jaume Masia vence seu primeiro grande prêmio

Essa foi mais uma prova característica da Moto3, com grande doses de adrenalina e um enorme pelotão disputando a liderança durante toda a corrida. Após infinitas trocas na ponta, o espanhol Jaume Masia (5, Bester Capital Dubai), que estreou no Mundial em 2017, garantiu sua primeira vitória. O segundo lugar ficou com Darryn Binder (40, CIP Green Power) e o terceiro com Tony Arbolino (14, VNE Snipers). Correndo em casa, Gabriel Rodrigo (19, Kömmerling Gresini Moto3) fez ótima prova e garantiu o sexto lugar.

Uma prova no melhor estilo da Moto3, com mais de dez pilotos brigando pela liderança!

Uma prova no melhor estilo da Moto3, com mais de dez pilotos brigando pela liderança!

MotoGP Argentina – Resultado

Márquez deve estar olhando o GP das Américas no horizonte e, consequentemente, mais uma vitória nos Estados Unidos

Márquez deve estar olhando o GP das Américas no horizonte e, consequentemente, mais uma vitória nos Estados Unidos

1 – Marc Márquez  93 – Honda
2 – Valentino Ross 46 – Yamaha
3 – Andrea Dovizioso 04 – Ducati
4 – Jack Miller 43 – Ducati
5  – Alex Rins 42 – Suzuki
6 – Danilo Petrucci 9 – Ducati
7 – Takaai Nakagami 30 – Honda
8 – Fabio Quartararo 20 – Yamaha (Melhor estreante)
9 – Aleix Espargaro 41 – Aprilia
10 – Pol Espargaro 44 – KTM
11 – Miguel Oliveira 88 – KTM
12 – Jorge Lorenzo 99 – Honda
13 – Cal Crutchlow 35 – Honda
14 – Francesco Bagnaia 63 – Ducati
15 – Johan Zarco 5 – KTM
16 – Hafiz Syahrin 55 – KTM
17 – Andrea Iannone 29 – Aprilia
OUT
Maverick Viñales 12 – Yamaha
Franco Morbidelli 21 – Yamaha
Joan Mir 36 – Suzuki
Tito Rabat 53 – Ducati
Karel Abrahan 17 – Ducati

Separador_MotoGP



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de viagens, competições, do Hugh Jackman e de praias. Viciado em café desde quando comecei a escrever