rally-dos-sertoes-2019-jeanazevedo_creditogustavoepifanio_mundopress-1

Rally dos Sertões terá mais de 4 mil km. Veja roteiro

De 24 de agosto a 1º de setembro; de Campo Grande (MS) a Aquiraz, no litoral cearense. Esses são alguns dados da 27ª edição do Rally dos Sertões, a maior prova off road do Brasil. Ao todo serão percorridos 4.744 quilômetros, sendo 2.832 em especiais. Saiba tudo o que vem por aí.

Vai começar o Rally dos Sertões 2019! A largada do evento ocorre no dia 24 de agosto, quando os pilotos partem para mais de 4 mil quilômetros de desafios - Foto: Ale Moreira/Mundo Press

Vai começar o Rally dos Sertões 2019! A largada do evento ocorre no dia 24 de agosto, quando os pilotos partem para mais de 4 mil quilômetros de desafios – Foto: Ale Moreira/Mundo Press

Além de patrocinar o evento pelo oitavo ano consecutivo, a Honda também realizará a segunda edição da Expedição Sertões. Na ação, 15 participantes fazem um passeio com mais de quatro mil quilômetros pelas mesmas regiões onde o rali passa, com apoio total: monitores, carros de apoio, mecânico, médico e fotógrafo.

O modelo escolhido para a aventura, claro, é a CRF 1000L Africa Twin – saiba tudo sobre a nova versão do modelo aqui.

Esquadrão da Honda pronta para defender o título - Foto: Gustavo Epifanio/Mundo Press

Esquadrão da Honda pronta para defender o título – Foto: Gustavo Epifanio/Mundo Press

Rally dos Sertões 2019 – Roteiro e programação

O Rally dos Sertões 2019 cruzará seis estados, incluindo passagem pelo famoso Jalapão. No roteiro, há trajetos longos e outros muito travados, tomados por obstáculos. Já a largada promocional ocorre pela primeira vez na capital sul-mato-grossense, na Feira Central de Campo Grande. Assim, o cronograma ainda inclui Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Tocantins, Piauí e Ceará.

21/8 – Quarta-feira – Campo Grande
10h – Abertura da área de box
Local: Feira Central de Campo Grande – Rua 14 de julho, 3.351 – Centro

22/8 – Quinta-feira – Campo Grande (MS)
10h às 18h – Secretaria de prova e vistoria administrativa
13h às 18h – Vistoria técnica
Local: Feira Central de Campo Grande – Rua 14 de julho, 3.351 – Centro

23/8 – Sexta-feira – Campo Grande (MS)
9h – Abertura da Vila Sertões ao público
10h às 14h – Vistoria técnica
Local: Feira Central de Campo Grande – Rua 14 de julho, 3.351 – Centro
12h – Coletiva de imprensa – Local: Novotel – Av. Mato Grosso, 5.555 – Carandá Bosque
13h – Carreata oficial
16h às 17h – Briefing motos, quadriciclos e UTVs
19h às 20h – Briefing equipes de apoio
Local: Feira Central de Campo Grande – Rua 14 de julho, 3.351 – Centro

24/8 – Sábado – Campo Grande (MS)
7h – Abertura da Arena Sertões – Local: Praça do Papa – Av. Alfredo Scaff, s/n
8h às 12h – Prólogo (tomada de tempo)
18h às 18h30 – Show de motocross freestyle com Fred Kyrillos, piloto Honda
18h30 às 20h30 – Super Prime – oito mais rápidos em formato mata-mata
20h30às 21h – Cerimônia de abertura
21h às 22h30 – Show de encerramento

vinheta-instagram_6

1º dia – 25/8 – Domingo

1ª etapa – Campo Grande (MS) a Costa Rica (MS)
Deslocamento inicial – 20 km
Especial (Cronometrado) – 415 km
Deslocamento final – 52 km
Total do dia – 487 km

Tunico Maciel, atual campeão do Sertões - Foto: Doni Castilho/Mundo Press

Tunico Maciel, atual campeão do Sertões – Foto: Doni Castilho/Mundo Press

A primeira especial, considerada bem completa, terá piso que os competidores conseguirão desenvolver velocidade média alta. A prova começará seguindo um trilho de trem, trecho bem estreito, que exigirá atenção para não escorregar. Será um dia com nível técnico razoável, piso mais arenoso, mas bom para acelerar.

2º dia – 26/8 – Segunda-feira

2ª etapa – Costa Rica (MS) a Barra do Garças (MT)
Deslocamento inicial – 95 km
Especial (Cronometrado) – 530 km
Deslocamento final – 14 km
Total do dia – 639 km

No segundo dia, a caravana do Sertões entra no estado do Mato Grosso, com uma especial bastante longa, com trechos de serra, areia, cascalho, travessia de rios e retas, nas quais será possível alcançar uma velocidade de 180 km/h. Lombas de curva de nível caracterizarão bem os 200 primeiros quilômetros da etapa. Daí para frente o ritmo de prova mudará e terá zonas de radar nas áreas de pontes.

3º dia – 27/8 – Terça-feira

3ª etapa – Barra do Garças (MT) a São Miguel do Araguaia (GO)
Deslocamento inicial – 107 km
Especial (Cronometrado) – 420 km
Deslocamento final – 200 km
Total do dia – 727 km

A especial começará rápida e terá como marca principal as depressões de poças secas (DEPS), obstáculos durante a pilotagem. O trajeto, que tem como destino final o Estado de Goiás, incluirá algumas pontes, com vão central, que exigirão cuidados nas passagens e atenção na navegação. Grandes retas também estarão no caminho nesse terceiro dia de competição.

Estrutura montada junto ao Autódromo de Goiânia para a largada do Sertões 2018 - foto: Doni Castilho/Mundo Press

Estrutura montada junto ao Autódromo de Goiânia para a largada do Sertões 2018 – foto: Doni Castilho/Mundo Press

4º dia – 28/8 – Quarta-feira

4ª etapa – São Miguel do Araguaia (GO) a Porto Nacional (TO)
Deslocamento inicial – 70 km
Especial (Cronometrado) – 277 km
Deslocamento final – 224 km
Total do dia – 571 km

O quarto dia entrará no Tocantins e será de preparação para a etapa Maratona, na qual os competidores não poderão ter ajuda da equipe na manutenção dos veículos. Será uma especial do início ao fim bem prazerosa, com cascalho, piçarras, gostosa de acelerar e bem técnica. O percurso incluirá estradas de fazendas, algumas mais estreitas, mas sem grandes dificuldades.

5º dia – 29/8 – Quinta-feira

5ª etapa – Porto Nacional (TO) a São Félix do Tocantins (TO) – Maratona
Deslocamento inicial – 135 km
Especial (Cronometrado) – 300 km
Deslocamento final – 0 km
Total do dia – 435 km

A primeira parte da etapa Maratona será com um visual bem bonito do Jalapão, região marcante na história do Sertões. Porém, o desafio estará no piso de muita “quebradeira”, com erosões e pedras, mais abrasivo do que nos dias anteriores. Haverá passagens em rios, grandes retas com areia pesada e terra batida. A atenção deverá estar na mudança de cores no piso e também na hidratação.

Ricardo Martins fez grandes provas em 2018

Ricardo Martins fez grandes provas em 2018

6º dia – 30/8 – Sexta-feira

6ª etapa – São Félix do Tocantins (TO) a Bom Jesus (PI) – Maratona
Deslocamento inicial – 0 km
Especial (Cronometrado) – 540 km
Deslocamento final – 2 km
Total do dia – 542 km

O dia da última parte da etapa Maratona ficará marcado pela maior especial da história do Rally dos Sertões, em 27 anos. Será o trecho mais importante da edição, com muita areia, grandes retas, poucas sombras, descidas de serras, bem árido, com todos os tipos de pisos. Destaque para a paisagem durante a passagem pelos cânions de Bom Jesus, no Piauí.

7º dia – 31/8 – Sábado

7ª etapa – Bom Jesus (PI) a Crateús (CE)
Deslocamento inicial – 2 km
Especial (Cronometrado) – 320 km
Deslocamento final – 617 km
Total do dia – 938 km

Depois de seis dias muito intensos nas especiais, o Sertões 2019 começará a diminuir forte o ritmo nos trechos cronometrados. Porém, será a etapa mais longa da edição em quilometragem, com um deslocamento final de 617 km – um desafio extra para todos os pilotos, que terão que controlar o sono e o cansaço antes da chegada no penúltimo destino, em Crateús (CE).

8º (e último) dia – 1/9 – Domingo

8ª etapa – Crateús (CE) – Aquiraz (CE)
Deslocamento inicial – 372 km
Especial (Cronometrado) – 30 km
Deslocamento final – 3 km
Total do dia – 405 km

O dia iniciará com um deslocamento direto para a especial de 30 km nas dunas de Aquiraz (CE). Será um circuito de 10 km, com três voltas nas areias, uma dinâmica bem diferente das demais especiais. A largada será em linha e a chegada, no Beach Park, famoso parque aquático da região.

Total de especiais – 2.832 km
Total da prova – 4.744 km

vinheta-instagram_9



Guilherme Augusto

@obomguiaugusto >> Amante de motos em todas suas formas e sons (se for de 2T, melhor). Fã de viagens, competições, do Hugh Jackman e de praias. Viciado em café desde quando comecei a escrever