Versys-1000

Versys 1000 chega renovada na versão 2020

Lançada em 2012, a Kawasaki Versys 1000 recebeu para sua versão 2020 uma importante mudança estética que desta vez veio acompanhada de pequenos ajustes técnicos e de muitas novidades em termos de equipamentos e funcionalidades eletrônicas. A começar pelo motor, que ganhou sistema eletrônico para admitir o piloto automático  e o acelerador eletrônico, além de uma central inercial (IMU), que monitora os parâmetros do motor e do chassi para auxiliar o motociclista na pilotagem e preservar a segurança. Na verdade, toda a eletrônica agora embarcada na moto veio para aprimorar os modos de pilotagem.

Viagem é o maior apelo da Kawasaki Versys 1000 2020

Viagem é o maior apelo da Kawasaki Versys 1000 2020

Ela estará disponível na rede de concessionárias da marca a partir do dia 15 de julho em duas versões – Standard e Grand Tourer – com preços públicos sugeridos de R$55.490 e R$66.990 respectivamente em cores únicas para cada versão: laranja (Candy Steel Furnace Orange) para a standard e verde (Emerald Blazed Green) para a Grand Tourer. Antes de prosseguir para mostrar o que tem de novo nessa Versys 1000 2020 é importante esclarecer o posicionamento da moto em seu segmento de mercado, já que inicialmente a Versys foi apresentada como uma bigtrail, o que ela de fato não é. Ela reúne características de bigtrail com estradeiras e esportivas, mas prima pelo conforto para uso urbano ou em viagens. A Honda, por exemplo, considera este tipo de moto como Crossover, a exemplo do que faz a indústria de carros. Nós consideramos a Versys uma touring.

Saiba mais sobre a Versys 1000

Essa nova Versys 1000 chega no mesmo momento em que a Kawasaki ajusta seu posicionamento global para “Any Road, Any Time – Adventure Calling” (Qualquer caminho, qualquer momento – o apelo da aventura, numa tradução simples). Exceto pelo “Any road”, a Versys 1000 se enquadra muito bem nesse novo posicionamento da marca. Para qualquer caminho, ela precisaria no mínimo de pneus AT (All Terrain) e rodas maiores na dianteira. Fora isso, ela possui muitas virtudes para quem busca uma moto para viagens e até um pouco de uso urbano, seja individual ou com garupa.

O chassi é construído em alumínio e as rodas aro 17 polegadas formam um conjunto esportivo com respostas rápidas. Com a adição na nova versão dos sistemas de suporte eletrônico, que inclui gerenciamento de curvas (KCMF – Kawasaki Cornering Management Function) e o controle de tração (KTRC – Kawasaki Traction Control), tudo integrado aos modos de pilotagem, ao ajuste eletrônico das suspensões e os freios com ABS Kawasaki (KIBS – Kawasaki Intelligent anti-lock Brake System), a Versys 1000 entrega a possibilidade de uma pilotagem com absoluto controle e segurança.

Versys 1000

Versys 1000

Painel TFT da Grand Tourer

Versys 1000

Versys 1000

Cockpit da versão Grand Tourer

Versys 1000

Versys 1000

Painel da versão Standard, sem TFT

Versys 1000

Versys 1000

Nova ponteira do escapamento

Versys 1000

Versys 1000

Opção gráfica do painel da versão Grand Tourer

Versys 1000

Versys 1000

Full LED, inclusive na iluminação de curvas

Versys 1000

Versys 1000

Quick-Shifter é uma das boas novidades

Versys 1000

Versys 1000

"Rideology": o aplicativo para programar a moto

Versys 1000

Versys 1000

Ajuste da suspensão traseira é bem fácil

Versys 1000

Versys 1000

Painel de programação da versão Grand Tourer

Nos itens de conforto e estética, destaque para os novos para brisas – são diferentes nas duas versões – com ajuste manual, mas que podem ser feitos com o piloto sentado na moto, ao contrário do anterior, que era necessário descer da moto para ajustar. Outra novidade exclusiva é a pintura regenerativa (apenas na versão Grand Tourer) usada no tanque, carenagens e tampas laterais, que possui uma camada especial que permite que os arranhões se auto-reparem, mantendo aspecto de pintura sempre nova. Isso acontece porque a pintura é feita com segmentos macios e duros no revestimento, que trabalham juntos, como uma mola química, criando um efeito de “trampolim” que cobre os riscos. Mas isso só vale para pequenos riscos e não se aplica a arranhões mais profundos.

Outra grande novidade é o aplicativo “Rideology”, para o piloto programar antes os parâmetros desejados para a moto no celular e, ao chegar na moto, simplesmente conectar seu celular via bluetooth à motocicleta. Uma vez conectados, o aplicativo insere aquela programação feita para a moto e não há necessidade de fazer manualmente. Além disso, o aplicativo registra vários dados da viagem, que podem depois ser verificados, como por exemplo, a velocidade em determinado trecho, ou como foi o consumo de combustível, entre várias outras informações. A moto agora e Full LED e a versão Grand Tourer oferece vários equipamentos e funcionalidade adicionais, como:

  • Quick-Shifter bidirecional – troca de marchas para cima e para baixo sem uso da embreagem
  • Painel TFT (Thin-Film Transistor) colorido
  • Faróis auxiliares de curva – ilumina o lado de dentro da curva de acordo com a inclinação
  • Aquecedor de manoplas
  • Protetores de mãos
  • Malas laterais (28 litros) e top case (47 litros)
  • Protetores de tanque e joelhos
  • Sliders no eixo dianteiro e no quadro.

versys-1000_raio-x_direitaO motor segue sendo o mesmo, com 4 cilindros, 1043 cm³ de capacidade, que desenvolve 120 cv de potência e 10,4 kgf.m de torque. Essa configuração foi otimizada agora com o acelerador eletrônico, com a melhora sensível das respostas nas faixas de rotações baixas e médias, segundo o comunicado da Kawasaki. Além dessa melhora, a alteração permitiu a adoção do cruise control (piloto automático – Electronic Cruise Control), equipamento muito útil para as motos estradeiras. Outra vantagem do acelerador eletrônico é a resposta mais suave em baixas rotações, condição muito sensível no uso urbano, onde o cuidado com o acelerador é fundamental.

Veja as características da nova Kawasaki Versys 1000 2020:

  • Embreagem assistida, impede o travamento da roda traseira nas reduções de marchas
  • Suspensões dianteira e traseira totalmente ajustáveis
  • Ajuste remoto de parâmetros da moto via aplicativo Rideology
  • ABS inteligente KIBS (Kawasaki Intelligent anti-lock Brake System)
  • Posição de pilotagem mais ereta pelo reposicionamento das pedaleiras
  • Para-brisas ajustável
  • Design mais esbelto, mais liberdade de movimento e melhor encaixe do piloto
  • Iluminação Full-LED
  • Soquete 12V no painel
  • Tanque de combustível de 21 litros (autonomia de até 400 km)
  • Cavalete central
  • Pintura regenerativa (Grand Tourer) – pequenos arranhões se auto-reparam
  • Painel LCD high-tech na versão standard
  • Painel TFT (Thin-Film Transistor) na versão Grand Tourer com opções para exibição
  • KCMF (Kawasaki Cornering Management Function – gerenciamento total de motor e chassi):
    • Supervisiona o KIBS (Kawasaki Intelligent anti-lock Brake System)
    • Supervisiona o KECS (Kawasaki Electronic Control Suspension)
  • IMU – monitora o movimento de inclinação
  • Três modos de controle de tração:
    • Modo 1, prioriza esportividade
    • Modo 2, equilíbrio entre esportividade e segurança
    • Modo 3, segurança total
    • Modo piloto, que pode desligar tudo ou programar da maneira que quiser
  • Ajuste eletrônico de suspensões: piloto, piloto + bagagem e piloto + bagagem + garupa

Ficha Técnica Kawasaki Versys 1000

DIMENSÕES
Modelo —————-> STANDARD GRAND TOURER
Comprimento total 2.270 mm
Largura total 895 mm 950 mm
Altura total 1.465 mm 1.530 mm
Distância entreeixos 1.520 mm
Altura do solo 150 mm
Altura do assento 820 mm
Peso (ordem de marcha) 253 kg 257 kg
Capacidade do tanque 21 litros
MOTOR
Potência máxima 120 cv a 9.000 rpm
Torque máximo 10,4 kgƒ.m a 7.500 rpm
Arquitetura 4 cilindros em linha, DOHC (duplo comando no cabeçote)
Diâmetro x curso 77 mm x 56 mm
Capacidade cúbica 1.043 cm3
Taxa de compressão 10,3:1
Alimentação Injeção eletrônica (38 mm x 4)
TRANSMISSÃO
Transmissão final Corrente (coroa 43 dentes e pinhão 15 dentes)
Câmbio 6 velocidades
Relação de transmissão 1ª – 2,692 (35/13); 2ª – 1,950 (39/20); 3ª  1,529 (26/17); 4ª – 1,304 (30/23); 5ª – 1,136 (25/22); 6ª – 2,867 (43/15)
Relação de redução primária 1,627 (83/51)
Relação de redução final 2,867 (43/15)
CHASSI
Tipo Diamond
Suspensão dianteira Garfo telescópico invertido de 43 mm, com ajustes de retorno e pré-carga de mola, curso de 150 mm Garfo telescópico invertido de 43 mm, compressão e retorno controlados pelo KECS, pré-carga de mola ajustável manualmente, curso de 150 mm
Suspensão traseira Amortecedor a gás com reservatório externo, ajustável em retorno e pré-carga de mola, curso de 152 mm Amortecedor a gás com reservatório externo, compressão e retorno controlados pelo KECS, pré-carga de mola ajustável eletronicamente, curso de 152 mm
Cáster (Rake) 27°
Trail 106 mm
Ângulo de esterçamento (esq./dir.) 34°/34°
Pneu dianteiro 120/70ZR17M/C (58W)
Pneu traseiro 180/55ZR17M/C (73W)
Freio dianteiro 2 discos de 310 mm com pinças radiais monobloco, 4 pistões opostos com ABS Kawasaki
Freio traseiro Disco de 250 mm com pinça de pistão único com ABS Kawasaki
Preço R$ 55.490,00 R$ 66.990,00

separador_kawasaki



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.