Todas as avaliações do usuário

Avaliação de Alvaro Guatura em 08/01/2016

Avaliou moto Yamaha XTZ 150 Crosser ED 2015

Pros:
-flex -baixo custo de manutenção -revisões preço fixo -conforto para piloto e garupa -facilidade na instalação de acessórios -acabamento
Contras:
-freio traseiro a tambor -poucos acessórios específicos já lançados

Condições do Teste

Tempo de Uso
Menos de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem
150
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Baixo
5
5
5
4
4
5
5

Avaliação de Alvaro Guatura em 14/01/2016

Avaliou moto Honda PCX 150 DLX 2015

Pros:
O acabamento é impecável, sem nenhum parafuso aparente, tudo de primeira. Por ser uma moto com vários componentes importados, a montagem é a mesma dos mercados de primeiro mundo, sem cortes. É uma categoria acima das 150 tradicionais, e certamente está um degrau acima das 250/300, o que justifica seu preço. O start&stop combinado com bom câmbio automático e motor de refrigeração líquida garantem um ótimo consumo, baixíssima manutenção (troca de óleo por exemplo, segundo o manual, deve ser feita a cada 8.000km, ou 4.000 se o uso for severo). Farol excelente, duplo. Botões do guidão macios, parece uma moto de preço muito mais elevado, diferente das outras Hondas porcas que ainda ganhavam botão de Titan, duro, feio e pouco ergonômico. Pneu dura bastante para uns scooter, cerca de 15.000km o traseiro, e o dobro o dianteiro. A arranca é MUITO forte.
Contras:
A versão até 2015 (modelo "antigo") não possui furos para a instalação de bagageiro e bauleto, obrigando a furar a carenagem. A suspensão traseira, apesar de já melhorada, ainda deixa a desejar (mesmo para uma scooter). O ponto crítico dessa moto é o rolamento da roda traseira, dura cerca de 8.000 a 10.000km, coisa que não acontece nas outras scooter. Já vi muita reclamação em fóruns, acontece com todos proprietários... eu mesmo tive esse problema nas duas PCX que tive

Condições do Teste

Tempo de Uso
Mais de um ano
Tipo de Uso
Transporte
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem
17000
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Baixo
4
5
3
4
5
4
4

Avaliação de Alvaro Guatura em 14/01/2016

Avaliou moto Honda XRE 300 (ABS) (Flex) 2014

Pros:
É uma moto divertida sim, não há dúvidas. Uma boa moto para viajar, possui bom toque. -Rodas de alumínio na cor preta; -opção de ABS (é caro, mas está lá disponível); -bagageiro de série; Minha experiência se resume a trocas com amigos durante viagens, e das reclamações recorrentes de todos eles.
Contras:
Farol de Falcon, tanque de Bros, botões do guidão de Titan, motor de CB300, lanterna traseira de Fan, bagageiro de Bros, tampa do bocal do tanque de Fan, e por aí vai. Essa mistura não casou bem. -Farol pouquíssimo eficiente, leva um banho da Tenere 250; -Alto consumo (+ tanque pequeno = baixa autonomia); -Vibração excessiva do motor em baixas rotações; -Motor necessita de manutenção constante e é de baixa confiabilidade; -O "bico" faz um spray que joga MUITA água no piloto;

Condições do Teste

Tempo de Uso
Dei umas voltas
Tipo de Uso
Lazer
Terreno Testado
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem
3000
Manutenção
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção
Alto
2
4
3
4
4
2
3