GUIA DE MOTOS

Dafra Citycom S 300

Sucesso em mercados globais, especialmente entre consumidores de países como Espanha, França, Itália e Estados Unidos, o modelo é reconhecido internacionalmente pelo conforto e ótimo desempenho. O Citycom 300i chegou ao Brasil graças à parceria estratégica entre a Dafra e a SYM, inaugurando uma nova faixa de cilindrada entre os scooters.

5 16

Recomendação

satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Leia as Avaliações

Ficha Técnica

  • Cilindrada: 263.7
  • Tipo de Motor: 4 tempos
  • Arrefecimento: Líquido
  • Combustível: Gasolina
  • Potência Máxima: 23 cv a 7500 rpm
  • Torque Máximo: 2.39 kgf.m a 5500 rpm
  • Transmissão: CVT
  • Injeção: Eletrônica
  • Suspensão dianteira: Telescópica 100 mm
  • Partida: Elétrica
  • Ajuste da suspensão dianteira:
  • Chassi: Aço
  • Suspensão traseira: Biamortecida, garfo em alumínio 91 mm
  • Peso (seco): 171
  • Peso em movimento: (MVOM)
  • Comprimento: 2210
  • Largura: 785
  • Altura: 1445
  • Altura do Banco: 800
  • Distância entre Eixos: 1500
  • Pneu Dianteiro: 110/70-16 52P
  • Pneu Traseiro: 130/70-16 61P
  • Capacidade do tanque: 10
  • Ajuste da suspensão traseira:
  • Balança: Convencional

Outras Versões

  • Citycom 300i:   2020 / 2019 / 2017 / 2016 / 2015 / 2014 / 2013 / 2012 / 2011 / 2010

  • CITYCOM S 300i/300i ABS:   2019 / 2018 / 2017

Todas as Avaliações Desta Moto

Recomendo

Prós: Conforto Praticidade Preço aceitável, fácil de fazer upgrade pra quem parte de uma scooter menor Rodas grandes
Contras:Manutenção - cara e complicada. Note que a Dafra fechou as concessionárias até na maioria das capitais. A moto é Sym, marca consagrada, respeitável, muito vendida lá fora, mas não vamos esquecer que estamos no Brasil e que aqui quem fornece as peças e manutenção é a DAFRA. Anda como uma 250cc, não espere desempenho melhor que Fazer 250, CB300, e outras. Plasticos péssimos, é o pior aspecto da moto. O acabamento é frágil, materiais de baixa qualidade, não parece ser feita para durar.

Recomendo

Prós: Conforto em pavimentos bons, cambio CVT, espaço sob o banco, porta luvas.
Contras:Suspensões sofrem em pavimentos ruins, pastilhas gastam muito rápido (tem que saber frear para durar).

Recomendo

Prós: Super estável em curvas (faço algumas a 80km ou mais e com garupa), confortável, na chuva, o parabrisa ajuda muito a proteger o corpo todo (com exceção dos braços, é lógico), aguenta viagens médias e longas com tranquilidade, é de um visual ímpar, bagageiro espaçoso, resposta rápida numa re-aceleração, passa fácil pelos corredores e deixa muitas hondas, yamahas e outras pra trás numa saída de semáforo. É excelente.
Contras:Baixa autonomia (o tanque é pra 10 litros, podia ser pra 12 ou 15l). Falta mão-de-obra especializada fora das concessionárias.

Recomendo

Prós: Bom custo X benefício, motor tem respostas rápidas, o valor ainda está perto do aceitável. Custo de manutenção não é absurdo (como só tive carro antes, acho o valor das revisões da City uma "baba"). Muito confortável na estrada, desenvolve boa velocidade e acompanha bem o fluxo da rodovia. Bons freios.
Contras:A suspensão não combina com o asfalto de rallye de São Paulo, todas as imperfeições passam diretamente para as costas do piloto. Pesada. Pouco esterço.

Recomendo

Prós: - Desempenho bem similar as fazer 250 (aceleração, retomada) mas mais completa, com bagageiro e câmbio automático. - Câmbio automático CVT é excelente pra rodar na cidade. Todo motociclista deveria experimentar a conveniência das scooters automáticas. Dá pra rodar o dia inteiro no trânsito pesado sem cansar. - Iluminação dos faróis é excelente - Protege bem o corpo e pés de sujeira e chuva fraca (como a maioria das scooters) - Banco grande e confortável pra piloto e garupa - Funcionamento do motor é liso e silencioso - Seguro mais barato que qualquer outra moto - Moto tem um design de scooter europeu muito agradável, e o porte é bem imponente, ajudando na segurança pois os carros te enxergam melhor. - Consumo entre 23 a 26 km/l (para uma scooter desse tamanho e automática acho excelente) - Rodei mais de 40mil km e ela só trocou peças da parte elétrica. Motor continua liso e suave - Rodas grandes - principal diferencial em relação a outras scooters. Facilita na estabilidade e buracos. - Se quiser sair da multidão das 250/300cc monocilíndricas, essa é uma excelente opção.
Contras:- Preconceito de marca: A Dafra sofreu inicialmente com motos de baixa qualidade, mas pode pesquisar: a Citycom não faz parte desse grupo, ela é de outro patamar. A Dafra apenas monta ela, na verdade é da marca SYM, uma grande asiática de scooters. - Revenda: desvaloriza mais por causa da marca e atendimento da revenda. Mas nunca usei/precisei da concessionária. Encontrei tudo no mercado livre e lojas de peças. -Mecânicos acostumados com CGs - fique esperto com mecânicos de motos pequenas: eles criticam as scooters sem nem conhecer e saber que elas dominam Europa e Ásia. Um mecânico uma vez me falou que eles não gostam da citycom porque "tem muitos parafusos pra desmontar a carenagem".. óbvio que só tinha CG na mecânica dele.. - suspensão: foi pensada nas ruas européias. Nas nossas ruas a suspensão parece firme demais pra lombadas e buracos. - Peças: Sempre encontrei peças no mercado paralelo, mas elas são mais caras que as motos simples.

Recomendo

Prós: Conforto, praticidade, facilidade no trânsito (passa em praticamente qualquer corredor). Muito estável mesmo na estrada a 120 km por hora, estável também na chuva, excelente nas curvas, considerando que é um scooter. Não é visada pelos amigos do alheio (pelo menos por enquanto). Freios muito eficiente.
Contras:Definitivamente, em ruas esburacadas a suspensão sofre muito. Fim de curso direto. Suporte da Dafra é complicado, principalmente para quem mora longe de grandes centros. Eu que moro em São Paulo, Capital só levo a minha em uma única concessionária, pois como já dito por outros aqui, o atendimento é péssimo na maior parte delas.

Não Recomendo

Prós: -Bagageiro espaçoso -Porta-luvas com tranca -Potência -Beleza (item discutível)
Contras:-Péssimo pós-venda -Péssimo mercado -Autorizada despreparada

Recomendo

Prós: Scooter perfeito para uma cidade como São Paulo. Feliz demais!!!
Contras:Até agora só a dirigibilidade mas estou me acostumando.

Recomendo

Prós: A moto é muito bonita. Faz o maior sucesso por onde passa. Principalmente com a molecada. Tem uma arrancada vigorosa e não deixa na mão nas subidas mais íngremes, mesmo com garupa pesada e baú cheio. Nem mesmo chora. Forte mesmo. Consegue manter velocidade de cruzeiro na faixa dos 120km/h com tranquilidade. E ainda tem motor para chegar com vigor nos 140km/h A ciclistica dela é muito boa. Os pneus entregam confiança. Porém, se você está acostumado com motos, no começo é bom pegar leve, pois o centro de gravidade dos Scooters são bem diferentes. Os freios respondem muito bem e com força. É um dos itens que mais gostei nesse Scooter. O CVT é muito bom. Você não sente qualquer sensação de mudança de marcha. Ela é extremamente confortável (salvo em ruas esburacadas). A bolha e demais carenagens seguram chuvas fracas, dispensando muitas vezes o uso de capa. O painel é super complete e bonito. O baú tem um bom tamanho e um gancho que ajuda muito para carregar compras e outras coisas. Menos visada pelos ladrões do que a concorrência.
Contras:A bolha cria uma turbulencia bem grande dependendo da altura do condutor. Faz um barulho que irrita. Em terrenos muito irregulares ela pula um pouco. É bom regular a suspensão trazeira para seu peso. Pode incomodar mais algumas pessoas e menos outras. A minha me incomoda pouco. (mas a culpa são nossas ruas esburacadas) O farol vem com uma regulagem de fabrica desfavorável. Fica apontado para baixo. Da pra ajustar, mas muitas vezes prefiro usar o farol alto. Quando vai abastecer a gasolina sobe de uma vez, sempre é bom avisar o frentista para tomar cuidado. A minha depois dos 9mil rodados passou a consumir muito (algo por volta dos 20km/l). Farei novas leituras agora que fiz a revisão dos 21mil. No começo ela fazia 25km/L o que pra mim estava perfeito. Mas 20 é muito pouco. Valor do Seguro para meu perfil é abusivo. As oficinas da Dafra deixam muito a desejar. Na maioria das vezes acabei tendo problemas.

Recomendo

Prós: Versatilidade, porta trecos, espaço embaixo do banco, para quem gosta o Câmbio CVT, fácil de pilotar e se destaca pelo porte e acabamento, motor silencioso, os freios combinados também possuem um grande diferencial.
Contras:O comportamento dinâmico em curvas, a trazeira balança muito quanto se entra em uma curva, pouco espaço entre o banco e o painel e guidão, posição de pilotagem, insegurança quando se vai sentado sob o banco e não montado no mesmo.
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu recomendo!

Comentarios

É um excelente upgrade pra quem parte de uma scooter menor.
Recomendo apenas a compra de uma unidade 0km, a qualidade dos materiais não garante uma boa moto de 2a mão, por mais que o dono seja cuidadoso.

Pode ser Sym, mas no Brasil é Dafra. Esqueça o que a Sym é lá fora, porque na hora de comprar uma simples pastilha de freio não vai encontrar concessionárias já que a grande maioria fechou.

pros

Conforto
Praticidade
Preço aceitável, fácil de fazer upgrade pra quem parte de uma scooter menor
Rodas grandes

contras

Manutenção - cara e complicada. Note que a Dafra fechou as concessionárias até na maioria das capitais. A moto é Sym, marca consagrada, respeitável, muito vendida lá fora, mas não vamos esquecer que estamos no Brasil e que aqui quem fornece as peças e manutenção é a DAFRA.

Anda como uma 250cc, não espere desempenho melhor que Fazer 250, CB300, e outras.

Plasticos péssimos, é o pior aspecto da moto. O acabamento é frágil, materiais de baixa qualidade, não parece ser feita para durar.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Dei umas voltas
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Estrada
  • Quilometragem: 0
  • Manutenção:
  • Custo de Mantenção:
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu recomendo!

Comentarios

pros

Conforto em pavimentos bons, cambio CVT, espaço sob o banco, porta luvas.

contras

Suspensões sofrem em pavimentos ruins, pastilhas gastam muito rápido (tem que saber frear para durar).

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Menos de um ano
  • Tipo de Uso: Lazer
  • Terreno Testado: Urbano, Terra, Estrada, Pista
  • Quilometragem: 19100
  • Manutenção: Dentro do esperado
  • Custo de Mantenção: Normal
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu recomendo!

Comentarios

Foi o melhor bem que eu e minha esposa compramos. É altamente recomendável.

pros

Super estável em curvas (faço algumas a 80km ou mais e com garupa), confortável, na chuva, o parabrisa ajuda muito a proteger o corpo todo (com exceção dos braços, é lógico), aguenta viagens médias e longas com tranquilidade, é de um visual ímpar, bagageiro espaçoso, resposta rápida numa re-aceleração, passa fácil pelos corredores e deixa muitas hondas, yamahas e outras pra trás numa saída de semáforo. É excelente.

contras

Baixa autonomia (o tanque é pra 10 litros, podia ser pra 12 ou 15l). Falta mão-de-obra especializada fora das concessionárias.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Lazer
  • Terreno Testado: Urbano, Terra, Estrada
  • Quilometragem: 7200
  • Manutenção: Dentro do esperado
  • Custo de Mantenção: Normal
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu recomendo!

Comentarios

Não recomendo para novatos baixinhos, essa é minha primeira moto, a altura e largura do banco não permitem que eu coloque os pés inteiros no chão, junte-se a isso o peso elevado e o pouco esterço, acarretará numa grande dificuldade para efetuar manobras em baixas velocidades. Já deixei ela cair por "faltar chão". E depois que ela começa a cair, não dá pra segurar.
A bolha é boa e ruim, é boa pois protege o peito da chuva e do vento frio, mas ruim quando está calor em baixa velocidade ou parado no semáforo, fica abafado demais e sem nenhuma brisa; e nas chuvas de verão, pois o bloqueio do vento atrapalha a viseira a desembaçar.

pros

Bom custo X benefício, motor tem respostas rápidas, o valor ainda está perto do aceitável.
Custo de manutenção não é absurdo (como só tive carro antes, acho o valor das revisões da City uma "baba").
Muito confortável na estrada, desenvolve boa velocidade e acompanha bem o fluxo da rodovia.
Bons freios.

contras

A suspensão não combina com o asfalto de rallye de São Paulo, todas as imperfeições passam diretamente para as costas do piloto.
Pesada.
Pouco esterço.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Menos de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Estrada
  • Quilometragem: 1500
  • Manutenção:
  • Custo de Mantenção:
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu recomendo!

Comentarios

pros

- Desempenho bem similar as fazer 250 (aceleração, retomada) mas mais completa, com bagageiro e câmbio automático.
- Câmbio automático CVT é excelente pra rodar na cidade. Todo motociclista deveria experimentar a conveniência das scooters automáticas. Dá pra rodar o dia inteiro no trânsito pesado sem cansar.
- Iluminação dos faróis é excelente
- Protege bem o corpo e pés de sujeira e chuva fraca (como a maioria das scooters)
- Banco grande e confortável pra piloto e garupa
- Funcionamento do motor é liso e silencioso
- Seguro mais barato que qualquer outra moto
- Moto tem um design de scooter europeu muito agradável, e o porte é bem imponente, ajudando na segurança pois os carros te enxergam melhor.
- Consumo entre 23 a 26 km/l (para uma scooter desse tamanho e automática acho excelente)
- Rodei mais de 40mil km e ela só trocou peças da parte elétrica. Motor continua liso e suave
- Rodas grandes - principal diferencial em relação a outras scooters. Facilita na estabilidade e buracos.
- Se quiser sair da multidão das 250/300cc monocilíndricas, essa é uma excelente opção.

contras

- Preconceito de marca: A Dafra sofreu inicialmente com motos de baixa qualidade, mas pode pesquisar: a Citycom não faz parte desse grupo, ela é de outro patamar. A Dafra apenas monta ela, na verdade é da marca SYM, uma grande asiática de scooters.
- Revenda: desvaloriza mais por causa da marca e atendimento da revenda. Mas nunca usei/precisei da concessionária. Encontrei tudo no mercado livre e lojas de peças.
-Mecânicos acostumados com CGs - fique esperto com mecânicos de motos pequenas: eles criticam as scooters sem nem conhecer e saber que elas dominam Europa e Ásia. Um mecânico uma vez me falou que eles não gostam da citycom porque "tem muitos parafusos pra desmontar a carenagem".. óbvio que só tinha CG na mecânica dele..
- suspensão: foi pensada nas ruas européias. Nas nossas ruas a suspensão parece firme demais pra lombadas e buracos.
- Peças: Sempre encontrei peças no mercado paralelo, mas elas são mais caras que as motos simples.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Terra, Estrada, Pista
  • Quilometragem: 45000
  • Manutenção: Fácil de encontrar
  • Custo de Mantenção: Normal
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu recomendo!

Comentarios

Depois de mais de 30 anos andando de motos em geral, após comprar o Citycom, a chance de voltar a pilotar uma moto novamente é quase zero.
Estou com este scooter há 20 meses. Comprei ela com 6000 km e agora está com 68000. 100% do uso é na estrada. Uso exclusivamente para ir e voltar ao trabalho em uma distância de 79 km ida + 79 volta. Portanto, 158 KM por dia somente de Rodovia dos Bandeirantes entre São Paulo-Itupeva.
Assim que comprei, troquei a vela por uma vela de Iridium e só uso gasolina Shell V-Power. Ando sempre entre 100 a 120 km e nunca fez menos de 26 Km por litro. Já chegando a ter feito 32 km por litro em velocidade entre 90 a 100 km/h. Em geral faz 28 a 29,5 km/l
Manutenção: Nestes 68000 Km, tirando a gasolina e óleo (que não é manutenção), foram:
2 jogos de pneus, 4 Correias (sendo que uma foi trocada em garantia por defeito porque não durou nem 7000 km), 3 pastilhas traseira e 3 dianteiras, 3 filtros de ar, 2 vezes trocado óleo da bengala e novamente trocada a vela de iridium por outra aos 55000 km.
Portanto, eu considero isso NADA. O custo benefício para o meu uso é simplesmente fantástico.
Se alguém planeja adquirir uma destas para este tipo de uso, posso afirmar com propriedade (quase dois anos sem qualquer stress, susto, etc) que não vai se arrepender.
Espero ter colaborado com o grupo.

pros

Conforto, praticidade, facilidade no trânsito (passa em praticamente qualquer corredor).
Muito estável mesmo na estrada a 120 km por hora, estável também na chuva, excelente nas curvas, considerando que é um scooter.
Não é visada pelos amigos do alheio (pelo menos por enquanto).
Freios muito eficiente.

contras

Definitivamente, em ruas esburacadas a suspensão sofre muito. Fim de curso direto.
Suporte da Dafra é complicado, principalmente para quem mora longe de grandes centros. Eu que moro em São Paulo, Capital só levo a minha em uma única concessionária, pois como já dito por outros aqui, o atendimento é péssimo na maior parte delas.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Estrada
  • Quilometragem: 68000
  • Manutenção: Fácil de encontrar
  • Custo de Mantenção: Baixo
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu não recomendo!

Comentarios

Nos primeiros dois anos foi lua-de-mel. Espaçosa, potente, embora não propriamente econômica. Levava só na autorizada, onde me cobravam 250 para "revisar". Só gastei com óleo, pastilha (e bastante gasolina). Aí a autorizada fechou, e a próxima revisão deveria ser numa oficina "credenciada". Na verdade era uma autorizada de outra marca, que foi "contratada" pela DAFRA para dar suporte aos proprietários daqui, órfãos quando a revenda fechou. Um mês (!) esperando e nem mexeram na moto. Nem mexeram. Tirei de lá e levei numa oficina multi-marcas bem afamada por aqui. Foram identificados danos que denunciavam que as "revisões" anteriores não haviam conferido vários itens. Os tais "roletes da embreagem" que, pelo que entendi, são vários, desgastam-se lenta e gradualmente e, se avaliados corretamente, são substituídos preservando os demais. Na minha, apesar das revisões programadas, na "autorizada", TODOS estavam prejudicados. Ou seja (constatação do mecânico, não minha): jamais foram verificados. Pois bem. vamos atrás dos tais roletes novos, e de outras peças que o mecânico declarou comprometidas (mesa de direção, sei lá o que mais. Ele me passou a lista, eu passei para a revenda de outra cidade, para que me mandassem). " Não temos". "Desculpe, não entendi?". "Não temos as peças". "Podem pedir?" "Até podemos, mas demora, tem que vir de Manaus, ligue na concessionária desta outra cidade... e desta outra... e desta outra". O mecânico fez o que pôde, pediu em São Paulo, ajeitou aqui, "deu um tapa ali" como eles dizem, e a moto ficou "pronta". Quis trocar, nem eles pegam. Nenhuma concessionária quis. Passei umas semanas sem andar nela, com medo de estragar mais alguma coisa, resolvi fazer "qualquer negócio" para ficar "livre". Depois de três negativas ("não pego, por preço nenhum"), achei um garageiro que aceitou ficar com ela, na troca. A oferta não vou nem dizer de quanto foi, mas topei, por absoluta falta de opção. Subi de novo numa Honda. A tal marca que "desconsidera o brasileiro", que "só traz tranqueira prá cá", que quem conhece moto "abomina", que está "anos-luz atrás das outras marcas", etc. Estou adorando. Ando prá cima e pra baixo na minha hondinha, vendo em cada esquina um mecânico que sabe mexer nela, em cada bairro uma lojinha que vende peças (novas, não roubadas), e em cada revenda de motos um potencial comprador disposto a pegá-la numa troca. Conclusão: a moto é um mico.

pros

-Bagageiro espaçoso
-Porta-luvas com tranca
-Potência
-Beleza (item discutível)

contras

-Péssimo pós-venda
-Péssimo mercado
-Autorizada despreparada

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Estrada
  • Quilometragem: 14500
  • Manutenção: Difícil de encontrar
  • Custo de Mantenção: Alto
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu recomendo!

Comentarios

pros

Scooter perfeito para uma cidade como São Paulo. Feliz demais!!!

contras

Até agora só a dirigibilidade mas estou me acostumando.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Menos de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Estrada
  • Quilometragem: 16300
  • Manutenção:
  • Custo de Mantenção:
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu recomendo!

Comentarios

Depois da Citycom não quero mais saber de moto para andar na cidade.
É a melhor veículo para se locomover em São Paulo sem sombra de dúvidas.
Estou super feliz. Só troco a Citycom por outra.

Postei no forum um relato completo logo após os 1000km rodados. E o que sinto hoje não mudou nada.
http://comunidade.motonline.com.br/forum/dafra/428140-diário-de-uma-citycom.html?start=2250

pros

A moto é muito bonita. Faz o maior sucesso por onde passa. Principalmente com a molecada.
Tem uma arrancada vigorosa e não deixa na mão nas subidas mais íngremes, mesmo com garupa pesada e baú cheio. Nem mesmo chora. Forte mesmo.
Consegue manter velocidade de cruzeiro na faixa dos 120km/h com tranquilidade. E ainda tem motor para chegar com vigor nos 140km/h
A ciclistica dela é muito boa. Os pneus entregam confiança. Porém, se você está acostumado com motos, no começo é bom pegar leve, pois o centro de gravidade dos Scooters são bem diferentes.
Os freios respondem muito bem e com força. É um dos itens que mais gostei nesse Scooter.
O CVT é muito bom. Você não sente qualquer sensação de mudança de marcha.
Ela é extremamente confortável (salvo em ruas esburacadas).
A bolha e demais carenagens seguram chuvas fracas, dispensando muitas vezes o uso de capa.
O painel é super complete e bonito.
O baú tem um bom tamanho e um gancho que ajuda muito para carregar compras e outras coisas.

Menos visada pelos ladrões do que a concorrência.

contras

A bolha cria uma turbulencia bem grande dependendo da altura do condutor. Faz um barulho que irrita.
Em terrenos muito irregulares ela pula um pouco. É bom regular a suspensão trazeira para seu peso. Pode incomodar mais algumas pessoas e menos outras. A minha me incomoda pouco. (mas a culpa são nossas ruas esburacadas)
O farol vem com uma regulagem de fabrica desfavorável. Fica apontado para baixo. Da pra ajustar, mas muitas vezes prefiro usar o farol alto.
Quando vai abastecer a gasolina sobe de uma vez, sempre é bom avisar o frentista para tomar cuidado.
A minha depois dos 9mil rodados passou a consumir muito (algo por volta dos 20km/l). Farei novas leituras agora que fiz a revisão dos 21mil.
No começo ela fazia 25km/L o que pra mim estava perfeito. Mas 20 é muito pouco.

Valor do Seguro para meu perfil é abusivo.

As oficinas da Dafra deixam muito a desejar. Na maioria das vezes acabei tendo problemas.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Terra, Estrada, Pista
  • Quilometragem: 21000
  • Manutenção: Dentro do esperado
  • Custo de Mantenção: Normal
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Dafra Citycom S 300
eu recomendo!

Comentarios

Como nunca havia andado com um Scooter, achei bem estranho e muitas coisas não gostei, porem creio que os contras sejam mais por não estar tão habituado ao mundo dos scooters do que do Citycom propriamente dito, achei um excelente veiculo, bem acabado, com freios combinados.

Para quem já gosta desse tipo de veiculo e quer um "up" para uma maior motorização, com certeza terá no Citycom 300 um grande companheiro para o dia a dia.

pros

Versatilidade, porta trecos, espaço embaixo do banco, para quem gosta o Câmbio CVT, fácil de pilotar e se destaca pelo porte e acabamento, motor silencioso, os freios combinados também possuem um grande diferencial.

contras

O comportamento dinâmico em curvas, a trazeira balança muito quanto se entra em uma curva, pouco espaço entre o banco e o painel e guidão, posição de pilotagem, insegurança quando se vai sentado sob o banco e não montado no mesmo.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Dei umas voltas
  • Tipo de Uso: Lazer
  • Terreno Testado: Urbano
  • Quilometragem: 0
  • Manutenção:
  • Custo de Mantenção:
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
É expressamente proibida a reprodução de qualquer matéria sem a prévia autorização do Motonline e dos autores (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98).
Proibida a reprodução parcial ou integral mesmo que citada a fonte. Todos os direitos reservados. As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
Site Ramar Ventures

buscar conteúdo

Encontre anúncios, guias, notícias e conteúdos sobre motos.