Honda CBR 250R

Honda CBR 250R
Recomendação:
Satisfação Geral:
Dirigibilidade:
Visual:
Consumo:
Conforto:
Custo X Benefício:
Performance:
Leia as Avaliações Deixe sua Avaliações
Sobre a Honda CBR 250R
A Honda CBR 250R entrou para o line-up da marca visando ser uma motocicleta de entrada na categoria Super Sport. A moto combinava o DNA da linha CBR, com atributos como a fácil manutenção, excelente dirigibilidade, tecnologia e bom custo/benefício. O modelo competia no interessante nicho onde estavam: a Kawasaki Ninja 250R, a Dafra Roadwin 250R e a Kasinski Comet GTR 250.

Ficha Técnica

Cilindrada: 249.4
Tipo de Motor: 4 tempos
Arrefecimento: Líquido
Combustível: Gasolina
Potência Máxima: 26.40 cv a 8500 rpm
Torque Máximo: 2.34 kgf.m a 7000 rpm
Transmissão: 6 marchas
Injeção: Eletrônica
Suspensão dianteira: Garfo telescópico, com 130 mm de curso
Partida: Elétrica
Chassi: Aço
Suspensão traseira: Monoamortecida, Pro-Link, de 104 mm de curso
Peso (seco): 154
Comprimento: 2030
Largura: 709
Altura: 1127
Altura do Banco: 784
Distância entre Eixos: 1369
Pneu Dianteiro: 110/70-17M/C
Pneu Traseiro: 140/70-17M/C
Capacidade do tanque: 13
Ajuste da suspensão traseira: 5 estágios de ajuste
Balança: Convencional

Outras Versões

CBR 250R:   2015 / 2014 / 2013 / 2012
CBR 250R (ABS):   2015 / 2014 / 2013 / 2012
mais opções

Todas as Avaliações da Honda CBR 250R

Recomendo
Classificação
Prós:
Excelente dirigibilidade, a moto praticamente se deita sozinha nas curvas. Muito econômica, surpreendeu á todos da minha familia, por ser uma moto 250cc, mais pesada e ter um sofware racing, que faz com que ela desenvolva mais velocidade. Motor resistente, não quebra. Manutenção barata, peças faceis de encontrar. Por ser uma 250cc monicilíndrica, na minha opinião ela anda MUITO. pois ja botei 174 nela e ainda tinha mais para dar. Não tem como fazer comparações com a Ninjinha e a comet, é claro. Afinal ambas são Bicilíndricas. E a CBR ainda é atrevida de conseguir acompanhar elas. A honda pensou em fazer uma esportiva para o dia-a-dia e que dê para se divertir nos finais de semana. Vejo algumas pessoas detonando a moto em comparação á ninja e comet, e principalmente, dando opiniões ridiculas dizendo que a moto não vale nada, apenas dando umas voltas. Isso NÃO existe. É ridiculo alguém querer avaliar uma moto dando uma ou duas voltas. Para mim estes comentários não valem de nada.
Contras:
O banco, principalmente do carona é um pouco desconfortável, e o tanque é apenas de 13 litros.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
10
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 21/03/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
5 pessoas gostaram
Não Recomendo
Classificação
Comentários:
Como proprietário de CB 300 e ex-proprietário de outra, assim como 2 fazers e tb após exaustivos testes na ninjinha 250, eu não recomendo esta moto pois é muito cara pelo pouco q oferece. Noutros países é excelente opção para as pessoas leigas aprenderem a pilotar uma esportiva, pois neles há diferentes categorias de habilitação e os jovens não dispõem da possibilidade de comprar uma esportiva de verdade logo de cara. Aqui não é possível pagar 17 mil numa motinho de "brinquedo" para se dar esse luxo, uma CB 300 de 11.500 reais é muito mais negócio. Manutenção barata, mecânica já consagrada pelo mercado paralelo, torque bem maior e já disponível em baixa, no perímetro urbano a velha "cbosta" dá de relho, e na estrada a ninja 250 humilha custando 14 mil reais, isso mesmo, 14 mil! Desnecessário comparar com a ninja 300, superior em TUDO, a situação piorará no inverno, quando a 250 sair de linha e essa 300 cair para 17 mil reais... detalhe a ninja 300 é montada no brasil, a CBR é importada, ou seja, entre baixar de preço e parar sua importação, adivinhem o que a honda irá fazer? quem comprar, ficará com o mico na mão, enquanto a CB 300 R é cheque no bolso, revenda garantida igual CG 150. Ou seja, enquanto a honda não montar a CBR no brasil, eu não recomendo essa moto, é um mau negócio.

Quanto ao desempenho em estrada, ela passou um pouco mais de segurança que a CB 300 em altas velocidades, chegando facilmente a 140, 150. Não fui mais q isso pois a moto não era minha, acredito q forçando a mão e deitando feito superman na moto alcançaria os 160 com bastante dificuldade, coisa q nem nas ninjas mais velhas acontece, a 150 o motorzinho monocilíndrico já vibra bastante, a 160 constantes a durabilidade dele, sei não hein? Moto pequena não é feita pra rodar no limite, por isso mesmo a ninja HUMILHA nesse aspecto.

Então é isso pessoal, moto pra cidade é a veterana cb 300, moto pra estrada é a ninja. A CBR vai ter q baixar de preço para se tornar uma opção viável. Boazinha ela é sim, mas pagar 17 mil numa motinho q peida igual uma cb 300, definitivamente não é uma boa idéia.
Prós:
Design;
Dirigibilidade;
Consumo;
Segurança;
Modernidade do projeto.
Contras:
Péssimo custo x benefício;
Baixo desempenho;
Manutenção cara;
Suspensão e banco duro;
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Dei umas voltas
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Estrada
Quilometragem:
0
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 28/09/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
4 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Todos os comentários que vi de pessoas que não recomendam a moto é porque só "Dei umas voltas", A moto é excelente, é uma MONOcilindrica, óbvio que não vai andar junto com uma 600, ninja 300, R3, ETC, ela é uma moto com uma proposta um pouco diferente ao meu ver, o conforto dela me surpreendeu muito, já fiz viagens de 200KM com ela e foi tranquilo, com garupa, e o outro ponto que me surpreendeu foi o conforto pro garupa, minha esposa disse ser mais confortável do que minha antiga CBX250 Twister, o painel é muito bacana, com temperatura, hodometro parcial, relogio, conta giros analógico, muito show, ótimas em ultrapassagens, bobeando já ta em 140 - 150 Km/h. Recomendo pra quem está saindo de uma 150/125 CC ou de algumas 250CC, muito feliz com a móto.
Contras:
Não achei algo significativo que tire o prazer da moto.... apenas a tampa do tanque, que "IMITA" o tipo aviador, mais é apenas uma tampa de combustível comum.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
6675
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 11/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
39 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Como motociclista há mais de 25 anos, não me influencio por gente que fala que tal marca é uma porcaria, ou que determinada moto é um lixo. Isso é papo de quem não sabe nada de motocicleta. A CBR é uma moto que foi muito atacada porque chegou depois que o mercado já havia assimilado outros modelos, como Ninja e Comet. Ou seja: terreno minado. E muita gente criticou o fato da moto ter moto monocilíndrico, mas nenhum dos críticos foi verificar que esse é um motor 100% novo (o da Ninja é da década de 90; o da Comet é um pouco mais antigo, só foram atualizados). O motor da CBR tem 17 patentes diferentes da Honda, sendo pioneiro em muitos aspectos, tanto é que enfrenta motores bicilindricos e vence no torque, na retomada e na facilidade de uso, além de garantir uma excelente economia. É uma moto muito agradável de pilotar, ágil, rápida e segura. Sou fã da CBR 250 e, com relação à velocidade final, se for pra eu andar a 180 km/h, oras, compro uma moto maior. Recomendo!
Prós:
Acabamento de altíssimo nível, deixa as concorrentes da mesma categoria no chinelo. Painel, comandos, qualidade da pintura, detalhes em geral, no mesmo nível de motos de categoria superior. Desempenho excelente para um motor de 250 cc, além de oferecer uma economia maior até do que motos de menor cilindrada. Com ela é fácil fazer 28 km/lt a 120 km/h na estrada. Motor liso, quase não vibra, principalmente em alta rotação, bom torque que facilita uso na cidade (não tem que ficar cambiando como na Ninja, que tem que fazer o motor gritar pra conseguir alguma resposta), além de uma velocidade final acima de 160 km/h que considero muito bom para o tamanho de seu motor. E dá pra levar uma acompanhante na garupa sem problemas. Além de linda, essa moto possui um farol espetacular, é melhor do que o do meu Gol G5. E o fato de ser monocilindríca não é problema, a futura Triumph 250 é mono, as KT 200 e 390 são mono, e a Kawasaki vai lançar uma Z 250 mono...isso mostra que esse tipo de motor pode ser top também, com certeza!
Contras:
Poucas coisas merecem crítica nessa moto. A lanterna traseira podia ser led, os números do painel digital são meio pequenos, e os suportes das manetes não deveriam ter um ressalto pra encaixe de retrovisores (cobertos por um plástico). E a tampa de combustível podia ser articulada.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
5500
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 21/03/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
2 pessoas gostaram
Não Recomendo
Classificação
Prós:
Maravilhosa no visual
Econômica
Contras:
Não acha peça...
Além de outras precisei do reservatório de água... Não achei na internet e nem na própria Honda... Achei em outro pais e ainda era a última... Isso porque é uma peça de 55 reais... Muito barata para não se ter em estoque na própria montadora... Gastei mais de 2 meses p achar e ainda foi usada... Então na parte de peças são muito difíceis de encontrar ... Tenho ela há mais de 3 anos e infelizmente na parte de peça deixa mtooooooo a desejar... Quando encontro já tento comprar de duas p não ficar sem moto
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
140000
Manutenção:
Difício
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Avaliação de Laureana
Enviada em 13/01/2024
SIM
Esta análise foi útil para você?
0 pessoa gostou
Não Recomendo
Classificação
Prós:
Linda
Economia
Conforto em curvas
Contras:
Não acha peças
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada
Quilometragem:
140000
Manutenção:
Difício
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Avaliação de Laureana
Enviada em 13/01/2024
SIM
Esta análise foi útil para você?
0 pessoa gostou
Recomendo
Classificação
Prós:
Começando pelo que se espera de uma pequena moto: Economia - Excelente neste sentido... comigo tem dado entre 28 e 33km/l dependendo da tocada.
Sobre desempenho, é melhor que todas as 250 e 300 nacionais, e apresenta um comportamento bastante convincente à partir das 6000rpm (só não espere andar junto das bícilindricas de velocidade final). Esta moto permite viagens com tranquilidade dentro dos limites de velocidade das rodovias brasileiras - sem sustos - com reservas para ultrapassagens até os 150km/h, à partir disso progride lentamente.
Sobre suspensões e comportamento do chassis é muito boa, transmitindo total confiança e neutralidade, mesmo andando rapidamente em curvas e asfalto ondulado.
O conforto ao piloto é muito bom apesar do corpo levemente inclinado à frente, o banco é bom. Para o garupa o conforto é aceitável em percursos de até 150km.
O acabamento dá moto é excelente e muito superior às motos brasileiras de mesma cilindrada (carenagens, comandos, qualidade de construção de chassis, etc).
Contras:
Peças de reposição: São mais caras e difíceis de encontrar que as demais nacionais (leia-se Twister, Fazer, CB300, XRE, Tornado).
O conforto urbano em calçamento de pedras e buracos fica prejudicada pela suspensão de configuração mais esportiva, apesar de (na minha opinião) ser mais confortável que a CB300 e Twister(antiga).
Pena ter sido descontinuada pela Honda do Brasil.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Estrada
Quilometragem:
3300
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 21/05/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
47 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Desempenho excelente para uma moto equipada com um motor monocilíndrico de 250cc.
Contras:
Tanque de combustível pequeno com apenas 13 litros, isso diminui e muito a autonomia da moto.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
2000
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Não Recomendo
Classificação
Prós:
NADA
Contras:
EU TENHO UMA CB 300 E ESSA CBR É UMA CB COM CARENAGEM QUALQUER BAIANO CONSEGUE FAZER ISSO ALE DISSO ELA TEM MAIS PESO E MENOS POTENCIA>>>> RSRRRRRRRRRRRRRSRSRSRSRRSRSRS
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Dei umas voltas
Terreno Testado:
Estrada
Quilometragem:
0
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Prós:
Prezados leitores e apaixonados por motos, fico impressionado com tanta ignorância de alguns pouco comentários negativos sobre a CBR 250R, se pararmos para observar são de pessoas que “deram umas voltas” chega a ser estupides.
Percebam que todos que já tiveram ou tem um CBR 250R é só elogios para a moto. Eu sou proprietário de uma a mais de um ano e estou muito satisfeito com ela, antes de compra-la estudei muito e pesquisei bastante. A Comet 250 e a Ninja 250 são motos excelentes, mas optei pela CBR 250R por ser uma moto que se adéqua perfeitamente ao que eu procurava, “uma moto estilosa (linda), econômica, segura, com ótimo desempenho no trânsito e de manutenção barata”.
Vou ao trabalho e volto todos os dias com ela e chama muita atenção por onde quer que eu passe, nunca me deu problemas ao logo desses mais de 14mil km rodados com ela, sua manutenção é fácil e barata, sua dirigibilidade é muito agradável e segura (dar prazer em pilotar), permitindo manobras rápidas entre os carros, seu torque é excelente até em baixas rotações. Para quem quer andar todos os dias com uma moto linda com cara de “motão” sem gastar rios de dinheiro com manutenção e consumo de combustível das 500cc pra cima, essa é a moto! Diga-se de passagem nas viagens que faço coloco 160km/h com tranquilidade e canso de dar pau em CR-300, deixo Ninja 250 pra trás na arrancada, mas ela me ultrapassa de fina rsrsrsrs.
Contras:
Não encontrei pontos negativos na moto que merecam ser evidenciados só é um pouco cara, mesmo agora em 2017, mas vale a pena cada centavo. A economia no combustível e na manutenção fazem a compensação.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
30
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 30/03/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
46 pessoas gostaram
mais opções

Outras motos Honda à venda

De R$ 18,00 a R$ 18,00 entre 3 ofertas
Honda CBR 250R
R$ 18,00
Honda CBR 250R
Honda CBR 250R
R$ 12.700,00
Honda CBR 250R
Honda CBR 250R
R$ 19.500,00
Honda CBR 250R

Guias de motos Honda

foto moto honda/crf-1000-l-africa-twin Honda CRF 1000 L Africa Twin
Honda CRF 1000 L Africa Twin
foto moto honda/vt-600 Honda VT 600
Honda VT 600
foto moto honda/xl-1000 Honda XL 1000
Honda XL 1000
foto moto honda/nx-4-falcon-400 Honda NX-4 Falcon 400
Honda NX-4 Falcon 400
foto moto honda/trx-quadriciclo Honda TRX (Quadriciclo)
Honda TRX (Quadriciclo)

Notícias sobre motos da Honda

capa noticia Honda CBR 250R
Honda CBR 250R
Honda CBR 250R
capa noticia Test-Ride Honda CBR 250R
Test-Ride Honda CBR 250R
Test-Ride Honda CBR 250R
capa noticia Honda CBR 250R
Honda CBR 250R
Honda CBR 250R
capa noticia Granado, Mason, Crivilin e mais: time de competições Honda 2024
Granado, Mason, Crivilin e mais: time de competições Honda 2024
Granado, Mason, Crivilin e mais: time de competições Honda 2024