Honda Lead

Honda Lead
Recomendação:
Satisfação Geral:
Dirigibilidade:
Visual:
Consumo:
Conforto:
Custo X Benefício:
Performance:
Leia as Avaliações Deixe sua Avaliações
Sobre a Honda Lead
Transmissão automática, porta-capacetes duplo, estilo urbano e porte ideal para o uso cotidiano.

Ficha Técnica

Cilindrada: 108,00
Tipo de Motor: 4 tempos
Arrefecimento: Líquido
Combustível: Gasolina
Potência Máxima: 9.20 a 7500 rpm
Torque Máximo: 0.97 a 6000 rpm
Transmissão: CVT
Injeção: Eletrônica
Suspensão dianteira: Convencional
Partida: Elétrica
Ajuste da suspensão dianteira: Sem ajuste
Chassi: Aço
Suspensão traseira: MonoShock
Peso (seco): 108,00kg
Peso em movimento: 0,00kg (MVOM)
Largura: 673mm
Altura: 1125mm
Altura do Banco: 740mm
Distância entre Eixos: 1274
Pneu Dianteiro: 90/90 14 44j
Pneu Traseiro: 100/90 10 56j
Capacidade do tanque: 6,5 litros
Ajuste da suspensão traseira: Pré-carga
Balança: Convencional

Outras Versões

Lead 110:   2016 / 2015 / 2014 / 2013 / 2012 / 2011 / 2010 / 2009
Lead 110 (Special Edition):   2010
mais opções

Todas as Avaliações da Honda Lead

Recomendo
Classificação
Comentários:
Tenho uma Honda Lead 110c esta semana me deu um defeito na central de injeção eletrônica (ECM) ela e 2009/2010 valor de mercado R$ 4.325.00 infelizmente esta peça só na própria Honda onde custa R$ 549,00 e tenho que esperar no mínimo 10 dias o custo de manutenção e muito alto desta moto
Prós:
?
Contras:
Alto custo das peças
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Pista
Quilometragem:
0
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 14/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
36 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Apesar dos muitos contras, recomendo para quem mora em cidades de bom asfalto, é uma motoneta muito divertida. Fica muito melhor com gasolina Podium, vale a pena cada centavo a despesa extra. Também vale a pena usar a vela de ignição da CB300R (específica para pilotagem prolongada com o motor em alta rotação). O desempenho melhora nitidamente e a economia também.
Dei nota baixa para o visual porque o fato de a motoneta ser muito "assimétrica" me incomoda. É bem menos feia vista da lateral esquerda do que pela direita. E também é bem mais agradável de frente do que de traseira. Porém design é subjetivo e em motos desse tipo e desse valor, é secundário.
Prós:
Agilidade;
Ocupa pouco espaço na garagem;
Custo x benefício bem interessante diante da PCX (experimentei uma e não vi argumento para custar quase R$ 4.000 a mais que a Lead - talvez estético, mas em termos práticos, continua sendo um scooter urbano, e só);
Manutenção rotineira simples de fazer em casa (ajustes, troca de óleo e filtros);
Divertidíssimo. Comprei usada, em ótimo estado, nunca um investimento tão pequeno me trouxe tanta satisfação;
Os motoristas mostram muito mais simpatia e paciência quando comparado a motos convencionais.
Acabamento muito bom se comparado com os scooters chineses.
O perigo das rodas pequenas não passa de lenda. Desde, claro, que pilotada com a devida parcimônia. Como aliás deveria ser com qualquer veículo.
Contras:
Se por um lado é divertido e traz satisfação, é ruim de revender. A procura por motos tipo CG é muito maior.
Peças de acabamento difíceis de encontrar e caríssimas. Vela, pastilha de freio e filtro de ar caros. Só se encontra peças na concessionária. Nas lojas "genéricas", torcem o nariz. Enquanto a Honda permanecer lucrando com Biz e CG, os outros modelos cairão no total esquecimento.
Não é exclusividade desta moto, mas o DPVAT anual é muito caro. Quase tira a vontade de ter moto. Tenho um carro de 10 vezes o valor da Lead e paga quase a mesma coisa. Sacanagem governamental que colocou "as meninas que andam de scooter no mesmo saco dos motoboys enfurecidos".
Não tem pedal de partida para emergências.
A falta do tanque no meio das pernas, como nas motos convencionais, dá a ligeira impressão de que o piloto não tem onde se segurar.
Não serve para pessoas com mais de 1,80m, tenho um pouco menos e está no limite.
Não serve para cidades com calçamento de pedra ou asfalto muito irregular.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
8500
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 01/05/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
32 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Após 1 ano e 15000 Km resolvi deixar minha opinião como usuário, tenho 1,83 m e peso 92 kg, digo isso para que possam ter uma idéia quando eu fizer os comentários com relação à conforto e desempenho. Quando estava avaliando a moto fiquei na dúvida se dava nota 9, 9,5 ou 10, mas após fazer uma reflexão com relação à capacidade do motor (108 cc) e a performance que ele entrega achei justo que ficasse com nota 10, pois o desempenho dele é muito bom em relação ao pequeno motor, no trânsito urbano anda junto com as 125 sem problemas, chegando até a arrancar primeiro nas saídas de semáforo. O trajeto que faço de casa-trabalho-casa é bem misto, pois pego bastante trânsito urbano, pego "estrada", coloquei aspas pois trata-se de via rápida, mas que mantenho velocidade constante por longo período, e até subida e descida de serra, no perímetro urbano ela é imbatível, arranca bem, retoma bem, passa em qualquer lugar, freia bem. Na estrada a velocidade de cruzeiro é de 70 Km/h, onde pode-se andar nessa velocidade por longo período sem problemas, encarando aclives, vento contra e etc sem perder o fôlego. Acima disso a estabilidade é prejudicada, o limitador para meu uso quase não atrapalha, pois costumo andar no máximo a 70, com relação à economia, considero muito econômica, pois faço uso intenso, arrancando e retomando sempre de forma vigorosa (acelerador entre 70~80%) e o consumo na média de 38~40 km/l. Como relatei anteriormente meu trajeto inclui serra e mesmo nessas condições o consumo não é prejudicado. Subo entre 40~50 km/h no lado mais íngreme e 60~70 no outro lado, carros 1.0 sobem entre 2ª e 3ª marcha no lado íngreme e 3ª e 4ª no outro lado, só para terem uma comparação. Minha aceleração de 0~60 km/h é feita em 11 segundos (com acelerador em 70~80%) com a melhor marca de 9 segundos em 100% (embora a maioria das vezes fique em 10 segundos). Só para terem uma idéia do meu estilo de pilotagem, resumidamente eu arranco bem, e apenas limito a velocidade máxima em 70 km/h deixando uma reserva para eventuais ultrapassagens, mas não fico regulando consumo, por isso acho o consumo dela muito bom. Com relação ao conforto, me sinto bem nela, embora as vezes queira sentar um pouco mais atrás no banco e o relevo do mesmo não permite, em terreno bom é muito confortável, mas em terrenos irregulares a dianteira bate bastante, transmitindo os impactos para os punhos, suspensão traseira beira à perfeição, pois ando com carga de 150~180 kg e NUNCA deu fim de curso. As vezes acho que poderia ter uma certa inclinação da proteção frontal para acomodar melhor os pés mas no geral quando canso, apenas abro um pouco mais as pernas e fica tudo bem. Os freios acho bem adequado ao desempenho, só sinto um pouco de insegurança em terreno de pouca aderência (talvez por que já tenho tomado um tombo que levaram à uma lesão grave, mas não foi culpa da motoca, tinha óleo na pista e o tombo seria igual com qualquer moto). Com relação à críticas não tenho muitas, apenas com relação à suspensão dianteira como já citei, mas apenas em pisos irregulares, o reflexo do sol bate no painel e me ofusca, mas levanto um pouco a cabeça e a queixeira do capacete se encarrega de bloquear o sol, à noite a indicação de luz alta faz o mesmo efeito que também resolvo da mesma maneira. No geral é isso, não fiz tudo organizado, pois fui pensando e escrevendo à medida que me lembrava, como agora acabei de lembrar do barulho quando vai ligar a moto, as vezes faz um barulho no arranque que a concessionária teima em dizer que é normal, mas é raro acontecer, e com relação a concessionária, acho péssimo o atendimento, fiz a revisão de 1000 km e custou 38 R$ fiz, a de 4000 por 38 R$ e ao deixar a moto pedi que ao lavar fosse limpo também o porta luvas. Verifiquei ao receber a moto que fui ignorado. Na revisão de 8000 que custo 168 R$, a moto voltou uma porcaria, com desempenho péssimo, voltei na CC para perguntar o que tinham feito e questionei que talvez tivessem deixado as válvulas muito justas, e me disseram que não mexeram nas mesma (o.o mas o manual dizia que seria feita regulagem) e pediu para que fosse deixada a moto para verificar o funcionamento da mesma, eu disse que voltaria no dia seguinte, então no dia seguinte fiz a verificação de óleo e constatei que o nível estava alto, (pensei não pode ser!) fiz um dreno e testei a moto, pronto problema resolvido! Na revisão de 12000 custaria 360 R$ por que seria a que mais trocaria itens, e era preciso deixar a moto 1 dia inteiro ( pensei em ficar para observar, mas o prazo que dão é justamente para a gente não ficar) então com base nos erros resolvi não fazer mais uso da CC. Estou ansioso pela chegada do kit de roletes Dr Pulley, mais tarde se posto os resultados, e estou pesquisando sobre as correias de kevlar, pois a comum perde desempenho quando quentes. Por enquanto é isso. (Ufa!) o ano de fabricação é 2014, tive problemas nessa parte.
Prós:
Praticidade
Economia
Capacidade de carga
Contras:
Desconforto em pisos irregulares.
Barulho ao ligar (somente as vezes)
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
15000
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 17/12/2022
SIM
Esta análise foi útil para você?
46 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
tudo
Contras:
limitador a 85Km/h
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Lazer
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
6150
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 14/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
35 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Prós:
Moto gostosa e divertida de pilotar. Para andar com ela na cidade é uma delícia, dá para cortar facinho os veículos. Rende bem, enchi o tanque com R$15 reais e rodei a semana toda e ainda tem bastante gasolina. Espaço do compartimento é muito bom e útil não precisando apelar para o baú.
Contras:
Você sente todas os defeitos do asfalto. Mesmo passando devagar a suspensão não ajuda. Limitador que limita a 80~85 por hora (se pegar pista, vai sofrer). Manutenção cara, kit de correia que terei que trocar é mais de 600 reais.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada, Pista
Quilometragem:
26000
Manutenção:
Difícil de encontrar
Custo de Mantenção:
Alto
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 14/06/2023
SIM
Esta análise foi útil para você?
36 pessoas gostaram
Recomendo
Classificação
Comentários:
Ótima opção de primeira moto e fugir dos ônibus lotados das grandes cidades.
Cabe tranquilamente uma mochila para carregar materiais de faculdade, itens pessoais e pequenas compras.
Prós:
Câmbio Automático
Manobrabilidade
Porta Malas
Motor refrigerado a água (bem silencioso até 60km/h, depois passa a ser mais barulhento e não gira tão redondinho)
Freio a disco garante precisão nas frenagens mais fortes.
Contras:
Suspensão de curso curto, não foi feita para a buraqueira brasileira.
Mecânicos têm medo de mexer em scooter.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
30000
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Comentários:
REcomendo... excelente principalmente para o trabalho....
Prós:
Excelente dirigibilidade, e pouquíssima manutenção.
Contras:
Baixa Velocidade.
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Utilitário (Trabalho)
Terreno Testado:
Urbano, Terra, Estrada, Pista
Quilometragem:
33000
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Baixo
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Prós:
- De fácil pilotagem
- Confortável
- Leve
- Econômica
- Facilidade de manutenção
Contras:
- Baixa cilindrada, e sendo assim recomendo somente para uso urbano.
- O preço da carenagem entre outras peças possuem um alto custo .
Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
3700
Manutenção:
Fácil de encontrar
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Comentários:
É uma moto ideal para o transito urbano, é leve, ágil e passa em qualquer lugar, para estacionar também é muito boa pois cabe em praticamente qualquer "sobra" de vaga, o limitador de 85km/h na cidade não faz muita diferença visto que a maioria das grandes avenidas tem limites de até 70km/h(Curitiba) e em horários de pico não se anda a muito mais do que 50 a 60km/h nos corredores então para este uso é perfeito, alem de ser muito pratica, dispensa trocas de marcha, chego a pensar que é uma moto boa para a pessoa se acostumar com a dinâmica do transito sobre 2 rodas sem ter que se preocupar nos primeiros momentos com embreagem, cambio e reduzir marcha. Como fatores que poderiam ser melhorados é o famoso limitador de velocidade, no cenário descrito é perfeito mas quando se trafega em horários com menos movimento e eventualmente trechos de rodovia faz falta a moto não atingir a casa dos 95~100km/h (como a concorrente direta atinge). Acredito, como muitos colegas também proprietários do Lead 110 que o conjunto motor/caixa teria plena condições de atingir um corte a velocidade citada sem prejudicar o conjunto mecânico. E por fim o ponto negativo mesmo é a rede autorizada (concessionarias) e nao propriamente o scooter. O atendimento não é preparado para o segmento de scooters e vários problemas comuns que ocorrem na moto não são solucionados, a montadora não cria um planejamento de recall e a concessionaria (mesmo com a garantia ativa) alega que não é um defeito, mas uma característica do modelo.
Prós:
Ótimo espaço no bagageiro embaixo do banco, cabe muita coisa. Mais até do que o scooter de 300cc vendido no Brasil.
Fácil de pilotar, após se acostumar com a ciclística de uma scooter é super tranquilo.
Bom custo x beneficio. Por contar com freio a disco dianteiro e partida elétrica. É mais barato que outros modelos de motos já conhecidos do mercado que não contam com os dois acessórios.
Vai muito bem nos centros urbanos. Passa com muita fluidez no transito congestionado da cidade (cidade base Curitiba-PR, motoristas não estão habituados a corredores, logo muitas vezes o corredor é mais estreito).
Qualquer espaço mesmo que reduzido é suficiente para estaciona-la, fator importante para os centros das cidades.
Arranca rápido nos semáforos. Mesmo possuindo um motor de baixa cilindrada, o cambio automático proporciona chegar até por volta de 60km/h muito a frente das motos 125 e 150 street naked.
Anda muito bem com garupa, em alguns momentos nota-se que o motor "ignora" o peso extra.
Arrefecimento a água e trocas de óleo em intervalos de 4.000km.
Contras:
Despreparo das concessionárias para anteder scooter.
Barulho do freio e problemas de partida que a rede autorizada não faz o devido reparo alegando ser característica do modelo.
Peças de reposição caras se comparado aos demais modelos da marca. Tomando como base o valor das carenagens.
Tempo de espera para receber as peças encomendadas.
Falta de peças de reposição no mercado que não seja em concessionárias. (lampadas, pastilhas/lonas de freio, pneus, correia de transmissão etc)
Cavalete lateral (pezinho/descanso lateral) é um item OPCIONAL, encontra-se paralelo e original (média de R$80 a peça + instalação na rede autorizada)

Condições do Teste:
Tempo de uso:
Menos de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano, Estrada
Quilometragem:
6195
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
Recomendo
Classificação
Comentários:
Substituta da minha Sundown Future 125, só porque o fabricante não existia mais.
Escolha pela tecnologia de ponta em relação à concorrência.
Para o uso urbano em trânsito lento e agarrado é mais do que suficiente.
A economia é de chamar a atenção.
Prós:
Pequena, ágil e preparada para o dia a dia.
Econômica e resistente.
Boa demais para o trânsito.
Aceita bem uma pessoa na garupa.
Contras:
Pequena e desconfortável para pessoas maiores.

Condições do Teste:
Tempo de uso:
Mais de um ano
Tipo de Uso:
Meio de Transporte
Terreno Testado:
Urbano
Quilometragem:
3000
Manutenção:
Dentro do esperado
Custo de Mantenção:
Normal
Satisfação Geral
Dirigibilidade
Visual
Consumo
Conforto
Custo X Benefício
Perfomance
Enviada em 25/02/2021
SIM
Esta análise foi útil para você?
mais opções

Outras motos Honda à venda

De R$ 6.500,00 a R$ 6.500,00 entre 9 ofertas
Honda Lead
R$ 6.500,00
Honda Lead
Honda Lead
R$ 9.490,00
Honda Lead
Honda Lead
R$ 9.000,00
Honda Lead
Honda Lead
R$ 6.900,00
Honda Lead
Honda Lead
R$ 8.000,00
Honda Lead

Guias de motos Honda

foto moto honda/cbr-600 Honda CBR 600 RR
Honda CBR 600 RR
foto moto honda/cbr-450 Honda CBR 450
Honda CBR 450
foto moto honda/nx-200 Honda NX 200
Honda NX 200
foto moto honda/cg-150 Honda CG 150
Honda CG 150
foto moto honda/crf-250l Honda CRF 250L
Honda CRF 250L

Notícias sobre motos da Honda

capa noticia Teste Honda Lead 110
Teste Honda Lead 110
Teste Honda Lead 110
capa noticia Honda Lead tem novas cores para 2012
Honda Lead tem novas cores para 2012
Honda Lead tem novas cores para 2012
capa noticia Honda Lead 2011 está nas concessionárias com novas cores
Honda Lead 2011 está nas concessionárias com novas cores
Honda Lead 2011 está nas concessionárias com novas cores
capa noticia Honda Lead está na abertura da Fórmula Indy 2010
Honda Lead está na abertura da Fórmula Indy 2010
Honda Lead está na abertura da Fórmula Indy 2010
capa noticia A revisão de 1000Km da Honda LEAD
A revisão de 1000Km da Honda LEAD
A revisão de 1000Km da Honda LEAD